Resgate da cultura afro-brasileira na Zona Portuária

Resgate da cultura afro-brasileira na Zona Portuária

Centro Cultural José Bonifácio
Centro Cultural José Bonifácio

Na recepção do Centro Cultural José Bonifácio a imponente escada sustentada por dois dragões, finamente entalhados em peroba do campo, parece ter passado incólume ao tempo. Mas toda sua beleza foi revelada graças ao trabalho esmerado de uma equipe de restauro, que trabalhou arduamente para devolver à cidade, o palacete fundado em 1877 por Dom Pedro II.

Primeira escola pública da América Latina, biblioteca e centro cultural foram os principais destinos dados ao palacete centenário, que abriu as portas há pouco mais de um mês com o intuito de tornar-se o maior centro de preservação de cultura afro-brasileira do país.

No coração da Zona Portuária do Rio, que passa nos últimos anos por uma revitalização, o Centro Cultural hoje recebe o projeto “África Diversa”, que além da exposição “SEPPIR 10 – Uma Década de Igualdade” conta com programação cultural gratuita com apresentações artísticas, palestras e oficinas. O CCJB integra o Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana, que destaca outros importantes pontos dessa cultura presentes na região, como o Cais do Valongo, a Pedra do Sal e o Cemitério dos Pretos Novos.

Serviço

Centro Cultural José Bonifácio
Local: Rua Pedro Ernesto – 80 – Gamboa – Rio de Janeiro
Terça a Domingo, das 10h às 18h – Entrada gratuita
Informações: portomaravilha.com.br