Relatos de Professores – a difícil arte de ensinar no Brasil

E afinal, onde fica a linha tênue entre a loucura e a normalidade? O que leva seres humanos, aparentemente sem nenhum ‘’problema mental’’, a surtar? As pressões do dia a dia, a miséria, o abandono, a falta de amor, os outros, a profissão? Em Relatos de Professores, texto de autoria de Adriano Moura e direção de José Sisneiro é visível o desespero dos professores diante do quadro patético e triste em que se transformou a educação brasileira. Quatro professores recolhidos em um manicômio são investigados por um psiquiatra para saber se seus delitos  foram por causa da ‘’loucura’’ ou se eles sabiam exatamente o que estavam fazendo e quais seriam suas consequências. Trata-se de um espetáculo muito denso.

O autor Adriano Moura fala a respeito.  Relatos de Professores é um texto pertinente para o mercado em que vivemos de caos educacional. Esta peça não é sobre professores “à beira de um ataque de nervos”, mas sobre pessoas num mundo em colapso, a cada dia mais esquizofrênico e psicótico. Relatos de Professores é sobre muitos de nossos fantasmas, pois quem nunca viveu a realidade de uma sala de aula, seja como professor ou aluno? A peça estreia dia 4 de agosto, no Teatro Glauce Rocha, Avenida Rio Branco, 179, Centro. Telefone: 2220-0259. De quinta a sábado, às 19h, e, aos domingos, às 18h. Classificação etária: 16 anos. Valor: R$ 30 (inteira). Duração: 60 minutos. Até 2 de outubro.

Ficha técnica
Autor – Adriano Moura
Diretor – José Sisneiros
Produção – Ayala Rossana
Elenco – Deo Garcez, Eduardo Piovesan, Mirian Panzer, Carlos Salles e Christina Markes

DEIXE UM COMENTÁRIO