A Quinta da Casa Amarela, charmosa vinícola boutique no Douro, vai participar da 3ª edição da Feira Vinhos de Portugal. O evento acontece entre os dias 20 e 22 de maio, no Casa Shopping, na Barra.  

Rio DOUROPara a feira, a vinícola apresentará rótulos especiais como o Casa Amarela Rosé 2015, Casa Amarela Branco Reserva 2015, Casa Amarela Colheita 2013, Quinta da Casa Amarela Reserva 2013 e um dos mais novos lançamentos: o Casa Amarela RIO 2013. Este último, produzido exclusivamente em homenagem à cidade. Os vinhos prometem presentear os sentidos dos visitantes com mesclas de notas de chocolate, baunilha e frutas vermelhas, com bastante frescura e elegância. Os aromas também são inesquecíveis, lembrando frutas tropicais como manga e abacaxi, e castas portuguesas, como malvasia fina, viosinho e rabigato. 

Além disso,  o stand contará com a presença dos proprietários da Quinta, Laura Regueiro e Gil Regueiro, mãe e filho que há 20 anos constróem uma história de sucesso desta vinícola de origem familiar. “ Com muito amor, dedicação e trabalho estamos orgulhosos de nossos vinhos ganharem cada vez mais expressividade. Isso é muito gratificante” – destaca Laura.  

Não é para menos. No mercado vínico, já foram premiados pelo renomado Dirceu Vianna Junior, em 2013, como produtores de um dos 50 melhores vinhos de Portugal,  com o rótulo Casa Amarela Grande Reserva 2011 (Tinto). O vinho também recebeu excelente pontuação de Robert Parker, hoje considerado um dos papas da bebida no mundo. Atualmente, estão presentes, além do Brasil, em diversos outros países como Angola, Espanha, Suíça, Bélgica e Porto Rico. 

Durante a Vinhos de Portugal, Laura Regueiro também vai trazer uma surpresa para os visitantes: cópias de receitas tradicionais da família serão distribuídas na feira, para aqueles que apreciam um bom bacalhau e sobremesas portuguesas. Sem dúvida, uma excelente oportunidade para inovar na cozinha e harmonizar com os maravilhosos rótulos da Quinta.

DivulgaçãoLaura Regueiro  
Com 67 anos, Laura Regueiro é professora de história aposentada, cresceu na propriedade que pertencia aos seus pais e, a partir de 1986, começou a comercializar vinhos do Porto.  Quatro anos depois,  passou a produzir vinhos DOC Douro e não parou mais. Hoje, a Quinta da Casa Amarela produz  100 mil garrafas por ano entre brancos, rosés, tintos e Porto. Além disso, exportam para o Brasil, Angola, Espanha, Suíça, Bélgica e Porto Rico. Ao lado dela, o trabalho é comandado pelo filho, Gil Regueiro, de 47 anos, diretor comercial da marca.  

Quinta Casa Amarela
A  Quinta da Casa Amarela  situa-se na margem esquerda do rio Douro, na mancha classificada pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, a meio caminho entre as cidades da Régua e Lamego, no coração da mais antiga região demarcada do mundo – o Douro.  

Encontra-se na posse da mesma família desde o ano de 1885. A casa, reconstruída e ampliada no século passado, empresta o nome à propriedade, em virtude da cor amarela com que se encontra pintada. A empresa, de origem familiar, mantém as tradições multicentenárias da região na arte de produzir o Vinho do Porto e o Vinho de Denominação de Origem Douro (DOC).

DEIXE UM COMENTÁRIO