“Que Tempos São Esses?”

Ocupação multidisciplinar da Companhia Ensaio Aberto lembra os 60 anos da morte de Bertolt Brecht, no Centro Cultural Banco do Brasil-RJ

Que tempos são esses? Brecht morreu em 1956, há sessenta anos. Suas perguntas e provocações permanecem inquietantes e carentes de respostas concretas. No mercado dos homens, o escritor de peças, mostra como o homem é tratado.

De 02 a 19 de setembro o CCBB RJ recebe a ocupação Que Tempos São Esses? em homenagem a Bertolt Brecht no ano em que completa 60 anos de sua morte. A ocupação multidisciplinar da Companhia Ensaio Aberto, com curadoria geral de Luiz Fernando Lobo, contempla exposição, performances, ciclo de leituras, oficinas, filmes e seminário internacional.

“Não há o que comemorar, como já disse Bernard Dort, Brecht ‘é rebelde a toda celebração’, contra qualquer possibilidade de canonização. Tornar Brecht um clássico imortal é imobilizar sua obra, é negar seu valor de uso”, afirma o curador Luiz Fernando Lobo.

– Exposição Que tempos são esses?

Curadoria: Luiz Fernando Lobo, Marcos Apóstolo e João Batista

Esta não é uma exposição sobre a vida e obra de Brecht. É um recorte sobre o pensador que intervém. O intelectual militante e a posição do artista na sociedade.

Nada é estático. Tudo se transforma. Performances ininterruptas com 14 atores da Companhia Ensaio Aberto fazem da exposição uma instalação viva. Um grande mosaico da teoria e práxis de Brecht. Afinal, um homem tem muitas possibilidades.

– Seminário Internacional Brecht: valor de uso

Pesquisadores importantes de diversas regiões do Brasil e do mundo foram convidados a debater com o público a prática e teoria de Brecht, seu papel de vanguarda no momento histórico que atuou e sua importância como referência ainda hoje no fazer teatral. Em três dias de atividades, esses intelectuais irão exercitar a dialética na exposição de suas opiniões e na troca exclusiva com convidados internacionais. Estudantes, artistas e profissionais de ciências humanas terão oportunidade de convergir ideias e conceitos sem muita difusão em nosso país.

O evento conta com: Hans Werner Kroessinger, especialista em teatro documentário alemão; Felix Meyer-Christian, especialista em teatro político e fundador da Costa Compagnie conhecida pela metodologia da arqueologia do presente e do teatro documentário; Sebastian Kirsch professor de Estudos de Teatro da Universidade Bochum Ruhr- Berlim e membro do conselho editorial da revista alemã “Theater der Zeit”; Laura Brauer, membro da associação argentina de investigadores e críticos de teatro da Argentina (AINCRIT) e pesquisadora do teatro de Brecht e de Augusto Boal. Entre os nomes brasileiros estão Sérgio de Carvalho, professor e pesquisador de teatro, diretor da Companhia do Latão; Rafael Villas Boas, professor e pesquisador de teatro da UNB (Universidade Nacional de Brasília), integrante do coletivo de cultura do MST e especialista em AgitProp; e Luiz Fernando Lobo diretor artístico da Companhia Ensaio Aberto e do Armazém da Utopia

– Ciclo de Filmes Brecht

Curadoria: Luiz Fernando Lobo e Laura Brauer

Em parceria com Brecht Archive – Berlim

Durante sete dias serão exibidos vídeos de montagens históricas dos seus textos: espetáculos do Píccolo Teatro de Milano e do próprio Berliner Ensemble. O evento representa a volta dos tradicionais ciclos de filmes que aconteciam no CCBB-RJ. Esse material é inédito no Brasil e conta com as obras: Mãe Coragem, Baal, Fuzis da Senhora Carar, O preceptor e A verdadeira vida de Jonas Wenka.

– Oficinas

Duas oficinas para artistas profissionais e alunos de teatro (atores, cenógrafos, figurinistas, iluminadores e diretores). Seleção por currículo.

Ciclo de Leituras Isso É Luta de Classes

A programação do evento contempla 3 leituras dramatizadas de textos brechtianos abertas e gratuitas. Após cada apresentação será realizado debate entre os integrantes da Companhia Ensaio Aberto, um artista e/ou diretor convidado e o público presente com o objetivo de refletir sobre a obra do dramaturgo alemão e trocar experiências sobre o processo de pesquisa e ensaios das leituras.

Que Tempos são Esses? é uma realização da Companhia Ensaio Aberto em parceria com o CCBB, Brecht Archive e o Goethe Institut, tem o patrocínio da Multiterminais através da Lei de Incentivo de ISS.

SERVIÇO

“Que Tempos São Esses?”

De 02 a 19 de setembro

Local: CCBB- RJ

Endereço: R. Primeiro de Março, 66 – Centro, Rio de Janeiro – RJ

Exposição, Seminário Internacional, Oficinas e ciclo de leituras – atividades gratuitas com distribuição de senhas

Ciclo de filmes – R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Os ingressos são vendidos 1h antes de cada sessão.

Texto para tijolinho: Ocupação multidisciplinar da Companhia Ensaio Aberto que lembra os 60 anos da morte de Bertolt Brecht com exposição, performances, ciclo de leituras, oficinas, filmes e seminário internacional.

Maiores informações – www.armazemdautopia.com.br / (21)98909-2402

FB- www.facebook.com/companhiaensaioaberto

Inscrição das Oficinas (seleção por currículo)

Oficina de Sérgio de Carvalho – envio até sexta-feira 02/09 / divulgação da seleção segunda-feira 05/09

Oficina de Luiz Fernando Lobo – envio até segunda-feira 05/09 / divulgação da seleção quarta-feira 07/09

As inscrições devem ser feitas  online via  formulário do google: http://goo.gl/zqjexN

PROGRAMAÇÃO (Em ordem cronológica)

– CICLO DE FILMES BRECHT

Confira a programação– www.armazemdautopia.com.br / (21)98909-2402

FB- www.facebook.com/companhiaensaioaberto

– EXPOSIÇÃO – Que Tempos São Esses?

De 2 a 19 de setembro

Sala A (CCBB-RJ) – das 14h às 21h. A visitação está sujeita às demais atividades do projeto neste mesmo espaço (ciclo de leituras e oficinas).

Curadoria: Luiz Fernando Lobo, Marcos Apóstolo e João Batista

Elenco: Adriano Soares, Bruno Peixoto, Danielle Oliveira, Diego Diener, Geovane Barone, Gilberto Miranda, João Raphael Alves, Lazuli Galvão, Luiz Fernando Lobo, Luiza Loroza, Luiza Moraes, Nady Oliveira, Timóteo Heiderick, Tuca Moraes

– CICLO DE LEITURAS DRAMATIZADAS – Isso é luta de classes

Dias 03, 07 e 18 de setembro

SALA A (CCBB-RJ) – 19h

Direção Luiz Fernando Lobo e João Batista

Leituras dos textos de Bertolt Brecht, com o elenco da Companhia Ensaio Aberto

03 de setembro – leitura do texto “O homem é um homem”.

07 de setembro – leitura do texto “Dias da Comuna”.

18 de setembro – leitura do texto “Galileu”.

Elenco: Adriano Soares, Bruno Peixoto, Danielle Oliveira, Diego Diener, Geovane Barone, Gilberto Miranda, João Raphael Alves, Lazuli Galvão, Luiz Fernando Lobo, Luiza Loroza, Luiza Moraes, Nady Oliveira, Timóteo Heiderick, Tuca Moraes

– OFICINAS

.Diálogo sobre a compra do latão

07, 08 e 09 de setembro – Sala A (CCBB-RJ) – das 10h às 13h

Com Sérgio de Carvalho – diretor da Companhia do Latão – SP

.Brecht e o Teatro dos Trabalhadores

10, 11 e 12 de setembro – Sala A (CCBB-RJ) – das 10h às 13h

Com Luiz Fernando Lobo – diretor da Companhia Ensaio Aberto – RJ

– SEMINÁRIO INTERNACIONAL – BRECHT: VALOR DE USO

Tradução Simultânea

Lotação da sala 60 lugares

14, 15 e 16 de setembro – Auditório (CCBB-RJ) – programação abaixo

Curadoria: Luiz Fernando Lobo e Laura Brauer

Dia 14 de setembro:

10h – Abertura do seminário com Luiz Fernando Lobo

10h às 11h – Palestra de Hans Werner Kroessinger

11h às 12h – Debate com Hans Werner Kroessinger

12h às 14h – Almoço

14h às 15h – Palestra de Sérgio de Carvalho

15h às 16h – Mesa de debates com Hans Werner Kroessinger, Sérgio de Carvalho, Luiz Fernando Lobo.

18h às 21h – Oficina “Aproximação ao distanciamento de Brecht” com Laura Brauer (Sala A)

Dia 15 de setembro:

10h às 11h – Palestra de Felix Meyer-Christian

11h às 12h – Debate com Felix Meyer-Christian

12h às 14h – Almoço

14h às 15h – Palestra de Rafael Villas Boas

15h às 16h – Mesa de debates com Felix Meyer-Christian, Rafael Villas Boas e Sérgio de Carvalho.

18h às 21h – Performance de Felix Meyer será realizada na Sala A.

Dia 16 de setembro:

10h – Abertura com Cecília Boal lendo uma carta de Boal sobre Bertolt Brecht

10h às 11h – Palestra de Sebastian Kirsch

11h às 12h – Debate com Sebastian Kirsch

12h às 14h – Almoço

14h às 16h – Mesa de debates com Sebastian Kirsch, Sérgio de Carvalho, Rafael Villas Boas, Laura Brauer, Luiz Fernando Lobo.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui