Quando a vida ultrapassa a linha tênue do tempo….

foto: Pedro Anjos
foto: Pedro Anjos

As emoções vividas pela mãe  ultrapassam tempo e espaço   e são revividas pela filha. É este o contexto da peça “De filha pra mãe”  , em que as personagens se deparam com o mesmo desafio, de se tornarem mães na adolescência.  Bianca, mãe de Juliana, além de romper mais uma vez com sonhos refletidos em sua filha, buscará forças para apoiar e orientar Juliana, que tenta entender esta sua nova realidade.  O espetáculo é emocionante e encantador,  tem autoria e direção de Nathalia Colón e no elenco Débora Ozório e Paula Barbosa da Utópica Cia de Teatro.

O espetáculo “De Filha pra Mãe”, primeiro trabalho da Utópica Cia de Teatro foi contemplado no edital “Viva a Arte” 2015 da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro

Sinopse:
Juliana é bailarina, como sua mãe também foi um dia, e Bianca projeta na filha todos os seus sonhos não realizados. No dia da viagem de intercâmbio de Juliana, um curso de ballet em Nova York, Juliana revela a gravidez a sua mãe.

O espetáculo propõe uma reflexão mais profunda e comprometida sobre as angústias e dúvidas de uma jovem grávida, através de um olhar voltado para seus elos familiares, suas transformações físicas e emocionais, assim como sua evolução e amadurecimento como ser humano.

Serviço:
23 de março – quarta-feira – 15h e 19h30
Teatro Municipal Ziembinski
End: Rua Heitor Beltrão, s/n – Tijuca
Classificação indicativa para : 12 anos
Gênero – drama
Duração: 60 min
Classificação indicativa para maiores de 12 anos
Gênero – drama
Duração: 60 min 

Ficha Técnica
Texto e Direção: Nathalia Colón
Elenco: Utópica Cia de Teatro/ Débora Ozório e Paula Barbosa
Preparação Corporal e Direção de Movimento: Camila Costa
Direção Musical: João Guesser e Daniel Carneiro
Desenho de Luz: Dans Souza
Cenografia: Claudia Caliel
Figurinos: Vinícius Andrade
Programação Visual: Alexandre D‟Albergaria
Direção de Produção: Camila Costa
Supervisão de Direção: Marco dos Anjos

 

DEIXE UM COMENTÁRIO