Projeto realiza oficina de comunicação para jovens e artistas comunitários

Contemplada no Edital de Mobilidade Artística revista eletrônica oferece ação gratuita com vagas limitadas

Camila de Moraes (foto: Achim Harding)
Camila de Moraes (foto: Achim Harding)

A revista eletrônica de Salvador, Acho Digno, realiza entre os dias 10 e 14 de outubro uma oficina de comunicação para jovens e artistas comunitários. Com duração de 40 horas, a interlocução dessa atividade será feita pela jornalista e editora da revista Camila de Moraes. A atividade que é gratuita e tem vagas limitadas, é também uma contrapartida do Projeto Identidades Transatlânticas, contemplado com apoio financeiro do Edital Mobilidade Artística 2016, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA),

Nessa oficina serão apresentados conceitos de comunicação, ensinamentos básicos para produção de uma revista eletrônica, além do relato da experiência da residência artística vivenciada pela jornalista na cidade de New York para realização de uma pesquisa cultural sobre a cultura e arte dos distritos do Bronx, Brooklyn e Harlem. Todas essas ações integram o Projeto Identidades Transatlânticas no qual tem a tarefa de compartilhar informação e conhecimentos com os demais representantes para a construção de uma sociedade mais igualitária.

Segundo a jornalista, as relações humanas são fortemente mediadas por tecnologias e comunicações digitais. “Com posse dessas ferramentas, novas e velhas tradições, locais e globais são compartilhadas a todo instante nas mais variadas formas de linguagem. Uma existência de múltiplas modalidades de comunicação com capacidade de reconfigurar e criar novos sentidos nas diferentes camadas do processo de comunicação. Essa oficina é para oferecer novos olhares e novas perspectivas de outras possibilidades para comunicarmos”, revela Moraes.

O Projeto Identidades Transatlânticas tem o intuito de analisar a importância de mídias negras norte americana, além de revistas destinadas ao público afro, para criação de uma identidade com uma representatividade positiva que está preocupada em retratar esse indivíduo de forma digna. “Poder ter a oportunidade de viver dois meses, entre agosto e setembro deste ano, em New York, respirar, sentir e ouvir outras experiências e agora poder colocar em prática, por meio da nossa revista eletrônica Acho Digno e dessa oficina, todo esse conhecimento adquirido é poder dar continuidade a um trabalho coletivo, pois multiplicar o conhecimento, empodera a nossa população e é isso que queremos desde o início. Acreditamos naquela premissa que representatividade importa sim”, analisa a jornalista.

Para participara da oficina é necessário fazer a inscrição online no blog da revista eletrônica Acho Digno (www.achodignoarevista.blogspot.com.br). Os selecionados serão comunicados por e-mail e informados do local da atividade que acontecerá na próxima semana, de segunda-feira a sexta-feira, das 8horas às 18horas, com direito a certificado.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

Acho Digno: A revista eletrônica no mês de setembro completou dois anos de existência e segue na linha de ser uma publicação especializada em retratar o indivíduo negro sem estereótipos. Atualmente com nove edições publicadas tem o intuito de apresentar trabalhos de qualidades que estão sendo desenvolvidos por artistas de diferentes regiões do Brasil e do exterior.  Pensando nesse coletivo e no cenário cultural, a revista quer apresentar o que as pessoas estão produzindo/fazendo para que possamos conhecer os seus trabalhos, nos orgulhar e termos referências. A proposta da Acho Digno é dialogar com o público questões referentes à cultura, comunicação, moda, educação e assuntos relacionados à temática racial. A Acho Digno busca trazer o novo, a beleza de cada indivíduo e o prazer em fazer arte.  

SERVIÇO

O QUÊ: Oficina de Comunicação para jovens e artistas comunitários
QUANDO: de 10 a 14.10.2016 (segunda-feira a sexta-feira)
HORÁRIO: 8 horas às 18 horas
INSCRIÇÃO: No blog da revista (www.achodignoarevista.blogspot.com.br
Entrada Franca | Contato: (71) 98673-5912 Camila de Moraes

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui