Pop estranho: floreosso apresenta EP de estreia

floreosso não é o que parece.
floreosso não é o que parece.

Quando fez o primeiro (e único) show, a banda deixou a plateia chocada. Entre gritos e palavrões do vocalista/guitarrista, a qualidade musical falava mais alto, mesmo que o balburdio parecesse um ataque machista enfurecido. Era bem bonito, em total oposição às letras, que causavam certo desconforto entre os presentes. Ninguém entendeu nada e se você colocar o EP de estreia para ouvir, também não entenderá.

Uma queda pelo punk caipira na primeira faixa, uma introspecção que vira uma briga ferrenha da segunda ou o pop leve da penúltima (que entorna uns riffões stoner no final) são apenas parte da criatividade total do trabalho.

Chamado Queimada Derretida, o lançamento de estreia do floreosso é, inegavelmente, uma pérola. Assuntos polêmicos são base para os temas e o instrumental foi pensado para também ser parte da linguagem – é só perceber a raiva com que “fala” a guitarra na faixa-título, “Queimada e Derretida”. O vocoder no começo de “Raul Seixas” é como se uma voz extraterrestre tomasse frente para apresentar um texto que não podemos entender, abrindo o EP.

Um eu-lírico ora feminino ora masculino é o segredo da obra, que fala sobre homens mimados e questões edipianas, valores distorcidos de respeito à mulher, chantagem emocional e até sobre os sentimentos dicotômicos de (man)ter as rotinas. Atualidades em sentido dúbio, que precisam de interpretação e atenção, melodias que ficam na cabeça desde a primeira vez, teclados para suavizar quando guitarra, baixo e bateria se exaltam.

A realidade incomoda, deve ser por isso que floreosso também. Uma proposta para entender aos poucos, a assimilação pode demorar, mas quando bate, é forte.

Ouça:

Spotify

Deezer

YouTube

Bandcamp

floreosso – EP Queimada Derretida – 2016
Gravado no Gritaria Mix e Master
Produzido por xibrusk e Gritaria
Mixado e Masterizado por Gritaria

Guilherme xibrusk – bateria, voz, violão
Jair Rosa – guitarras
Renato Spinosa – teclados
Leo Ramos – Baixo
Pedro Ramos – Backing vocals
Fernando Martinez – Backing vocals

DEIXE UM COMENTÁRIO