Parte da história da Bossa: Luiz Loy Quinteto grava com  Viva La Burla

Quinteto que tocou com João Gilberto e o Fino da Bossa participa do single e videoclipe “Conto do Vigário’’, da banda Viva La Burla

Num clima de reverência ao Samba-Jazz e sua raiz na Bossa Nova, a Viva La Burla lança o single e videoclipe da faixa “Conto do Vigário”. Marie Minare e Don Rodrí, que formam a banda, idealizaram a faixa ao lado do maestro e diretor musical Luiz Loy, do importantíssimo Luiz Loy Quinteto – Histórico grupo do programa “O Fino da Bossa”, da Tv Record, durante a década de 60, que acompanhou nomes como João Gilberto, Elizeth Cardoso, Roberto Carlos e Wilson Simonal, gravando ainda o antológico “2 na Bossa”, com Elis Regina e Jair Rodrigues, e o aclamado primeiro LP do Chico Buarque. Esta é a primeira gravação oficial do quinteto em 48 anos, três após a sua reativação.

“Conheci o Quinteto através do Caçulinha (ex-maestro do Domingão do Faustão), que é grande amigo do Luiz Loy. Ele me levou no estúdio pessoal do Loy e eu mostrei algumas composições próprias. Ele ficou bastante animado e foi onde nasceu a ideia de lançar ‘Conto do Vigário’”, revela Marie Minare, compositora da faixa, ao lado de Danielle Brito e Sarah Campos.

A ligação e respeito ao Luiz Loy Quinteto fica clara no vídeo, onde o duo e o quinteto se encontram na Vila Maria Zélia, primeira vila operária do Brasil e reduto de muitas rodas e histórias. “A música nasceu já faz mais de um ano, apesar de ter sido lançada só agora. É uma crítica à corrupção de maneira geral” comenta Don Rodrí, deixando claro que é uma crítica apartidária e que envolve as pequenas e grandes corrupções.

A direção do vídeo é de Marie Minare, com lançamento pela VEVO. A faixa estará disponível em breve nas principais plataformas de streaming, pela INgrooves.

Sobre Viva La Burla
Marie Minare (atriz, cantora e compositora) e Don Rodrí (cantor, compositor, multi-instrumentista e produtor) se conheceram na internet e, no final de 2015, afinaram suas referências e formaram o projeto Viva La Burla. A estreia com o samba-jazz “Conto do Vigário” é apenas uma parte da variedade de ritmos que, aos poucos, serão conhecidos no primeiro álbum da banda.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui