Palco Dia da Música recebe destaques da cena carioca na Praça Luís de Camões

Ventre (foto: Pedro Arantes )
Ventre (foto: Pedro Arantes )

A segunda edição do festival Dia da Música acontece no próximo sábado, dia 18 de junho, em pontos variados do Rio de Janeiro e São Paulo. No Rio, o palco da curadoria do evento fica na Praça Luís de Camões, e reúne alguns dos principais nomes da cena independente carioca a partir das 13h. Do instrumental brasileiríssimo ao rock experimental, o evento segue até às 21h com shows para todos os gostos.

Quem dá o pontapé inicial é Itiberê Zwarg e Grupo, um dos expoentes da música instrumental no Rio de Janeiro. Conhecido por sua riqueza de harmonias, ritmos e melodias, o sexteto  liderado pelo compositor, arranjador e multiinstrumentista Itiberê Zwarg se reveza nos mais variados instrumentos, da tuba ao flautim, para apresentar sua rica sonoridade, construída desde o primeiro disco, lançado em 2001.

Em seguida, às 14h, é a vez da Ventre, power trio formado por Gabriel Ventura (vocal e guitarra), Hugo Noguchi (baixo) e Larissa Conforto (bateria). A banda reuniu suas vivências musicais no álbum homônimo, considerado um dos melhores lançamentos de 2015 por veículos especializados. No repertório estarão canções como “Pernas”, “Carnaval” e “Mulher”, alguns dos destaques do disco. Com letras intimistas, o som da banda traz como influência uma mistura do indie rock dos anos 2000 e da psicodelia dos anos 70.

Já às 15h, a potência vocal fica a cargo de Duda Brack, uma das novas vozes mais elogiadas da cena carioca. Natural de Porto Alegre e radicada no Rio, Duda vai apresentar canções de seu elogiado disco “É”, que trouxe músicas inéditas de compositores contemporâneos, como é o caso de Carlos Posada e César Lacerda. Exaltando a tradição da canção ao mesmo tempo em que a desconstrói, Duda mescla brasilidade com rock, em uma sonoridade única.

A banda Bilhão é quem assume o palco a partir das 16h. O projeto de Felipe Vellozo e Gabriel Luz vai apresentar o álbum homônimo, lançado em abril deste ano pela Balaclava Records. Entre elas estão os singles “Atlântico Lunar” e “Horizontalidade”.

Mahmundi é a atração a partir das 17h. Musicista, compositora e produtora, a artista teve um dos lançamentos mais bem recebidos do ano. O disco de estreia, autointitulado, revela um som calcado no eletrônico, mas que flerta com música brasileira, indie e lo-fi. Às 18h, é a vez do pianista Antônio Guerra apresentar as composições de seu primeiro álbum, o instrumental “Movimentos”, e outros momentos da sua trajetória, dividida entre a música de concerto e a música popular.

Já Opanijé, atração das 19h, vem direto da Bahia. Lázaro Erê, Rone DumDum e DJ Chiba D levam seu som para o Dia da Música, uma mescla de afro beat, hip hop e rap. Quem encerra a noite, a partir das 20h, é o grupo Maracutaia, um coletivo com 11 anos de estrada. Os 9 músicos e 3 bailarinas integram o urbano, o popular e o sagrado, articulando tradição e contemporaneidade. Seu último trabalho, “Boca de Nego”, mescla o universo popular brasileiro com ritmos de matriz africana. Completa o lineup do dia o DJ Lencinho, conhecido por agitar as noites do Circo Voador.

O festival Dia da Música tem por objetivo levar artistas a palcos do Rio e São Paulo para apresentarem seus trabalhos autorais. A inspiração veio da Fête de la Musique, festival que nasceu na França e fez surgir outros eventos similares em mais de 700 cidades do mundo todo. Apenas em sua primeira edição no Brasil, foram mais de 100 shows realizados pelo Dia da Música. Os shows no Palco do Conselho Curador têm classificação livre e entrada gratuita.

Serviço

Dia da Música
Data: 18/06
Horário: 13h
Local: Praça Luis de Camões
Endereço: Praça Luis de Camões – Glória – Rio de Janeiro/RJ
Classificação: Livre
Entrada: Gratuita

DEIXE UM COMENTÁRIO