Olin Batista retoma sua carreira como DJ após dois anos de reciclagem e desenvolvimento de seu conhecimento e veia artística e se prepara para lançar sua nova música: “Luma“. Dedicada a sua mãe, Luma de Oliveira, o som eletrônico está sendo lançado nesta quarta-feira, dia 9 de março. Trata-se de um house music com pitadas tribais e brasileiras.  

A ideia de homenagear Luma na música surgiu em um dia em que Olin estava olhando fotos antigas da família e do Carnaval. A ligação entre a progenitora e a faixa vai além das fotos: “Eu queria seguir a filosofia de que ela deu à luz a mim e agora eu estou dando vida a minha carreira com uma música dedicada a ela. É uma relação bonita e simboliza a nossa forte ligação um com o outro. Eu apenas a amo e a respeito muito”, conta o jovem.  

O primeiro contato de Olin com a música eletrônica foi aos 12 anos e aos 15 ele já estava tocando nos melhores clubes e festivais do Brasil. Mas com o crescimento do segmento, Olin percebeu que estava na hora de se profissionalizar ainda mais. 

“Eu senti que precisava me desenvolver para alcançar outro nível e dar algo a mais para as pessoas. Em 2013 eu comecei a aprender a produzir música, mas ainda não estava no nível de qualidade para se destacar no mercado internacional. Em 2014 conheci meu atual manager, Viktor Franko, e ele me incentivou a ir para o estúdio dia a dia e melhorar minhas habilidades de produção. Viktor me sugeriu parar de fazer turnês e voltar com um perfil completamente novo, que estivesse inserido na cena internacional também. Eu trabalhei duro, passei milhões de horas  em estúdio e foi muito difícil, porque eu queria compartilhar um monte de coisa com as pessoas (através das redes sociais), mas não era o momento. Eu não falei sobre o que estava acontecendo comigo e no estúdio nem mesmo com os meus amigos. Então, basicamente, tudo o que estava ‘sob segredo’. Viktor era a única pessoa que sabia tudo e me ajudou mentalmente também, porque, como todo mundo sabe, esse período da minha vida não foi fácil por causa dos problemas na família. Então eu fiquei focado também nesses momentos complicados, e  comecei a produzir melhor”, explica.  

O que o público pode esperar do lançamento 
Olin conta que quis passar uma ‘brasilidade’ em sua música, com uma pitada tribal, usando trombones: “A música tem o meu amor e respeito pela minha mãe, o meu gosto musical, minha nacionalidade. Eu amo este país lindo e as pessoas daqui, amo viver aqui. Eu realmente queria dar algo especial ao público”. 

O jovem faz questão de ressaltar que o mercado da música não é apenas glamour e diversão. “Ser apenas DJ não é o suficiente o bastante. Você tem que produzir sua própria música, o que é realmente uma coisa difícil. Você também tem que manter contato com as pessoas através das redes sociais e tem que ser interessante para eles no dia a dia. Além disso, tem que seguir as tendências reais, você vai ter que ser mais preciso, antenado. Por isso é uma coisa muito complexa e desafiadora.

DivulgaçãoApoio dos pais: Eike Batista e Luma de Oliveira 
O desenvolvimento da carreira teve tanto o apoio de Luma quanto de seu pai, Eike Batista: “Ambos ficaram super orgulhosos quando mostrei o trabalho e falei dos meus objetivos. Pude sentir isso no olhar dos dois. Não tem nada mais gratificante do que receber isso em troca, um olhar cheio de lágrimas, de emoção e de orgulho. Esperei esse momento por muito tempo, eles sempre acreditaram e me deram força para que eu fizesse o que eu amo. Mas nada como ter um resultado em mãos para mostrar e eles verem a dimensão que isso tomou”.  

Apesar do berço, que mescla a veia artística com a empresarial, o caçula sabe que nem sempre é fácil para os pais entenderem sua profissão: “É completamente ‘outro mundo’ para eles. Então é bem difícil você compreender certas coisas com as quais você não está habituado. Sem dúvida, o momento em que conversamos sobre meu futuro foi um dos maiores na minha vida. São momentos ‘pequenos’ assim que lembramos para sempre. Agora eu sinto que tudo está no momento certo e no lugar certo”, conta. “É um trabalho realmente difícil e isso é algo que meu pai entende bastante; é uma das razões pela qual ele me apoia. Ele é um homem trabalhador e não iria mesmo me deixar viver ‘acomodado’. Estou muito feliz em descobrir a música e que através dela, posso me realizar e fazer as pessoas felizes”, completa Olin.  

A música “Luma” será lançada online gratuitamente através do Soundcloud nesta quarta-feira, dia 09 de março, pela gravadora Sosumi Records, do DJ e produtor Kryder. Confira a música: https://soundcloud.com/sosumi-records/olinbatistaluma-freedownload 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui