Odallus: uma ode à geração 8 bits

Dizer que apenas a palavra “nostalgia” define “Odallus: the Dark Call” é no mínimo desmerecer todo o restante desse jogo, que remonta aos velhos tempos nos quais se passavam horas a fio jogando Nes em frente a TV. Odallus traz de volta esse sentimento, porém sem os bugs e erros de Game Design que tiravam a paciência dos jogadores e faziam controles se espatifarem na parede.

Desenvolvido pelo estúdio Joymasher, composto por Danilo Dias, Thais Weiller e Marco Galvão, Odallus é a segunda obra desses talentosos artistas, que anteriormente desenvolveram o também excelente Oniken. Vale lembrar que todos os membros são brasileiros e o jogo foi totalmente desenvolvido em território nacional, mostrando que a indústria indie brasileira consegue seu espaço no mercado nacional e também no internacional. Odallus foi considerado como um jogo excelente pelos principais sites de notícias do mundo gamer, como por exemplo o Destructoid, que deu nota 9 de 10 para o jogo.

A história de Odallus é aquela velha conhecida de muitos jogadores, especialmente os mais antigos. Um caçador decide sair em busca de seu filho desaparecido, e para isso irá enfrentar hordas de monstros que invadiram sua terra. Óbvio que não fará isso de mãos vazias, utilizando sua espada e itens que ganha ao longo da jornada, como lanças, machados e tochas.

Odallus

Mas o que fez Odallus atingir esse sucesso de críticas e possivelmente de vendas? Simplesmente é um jogo que embora possua toda uma atmosfera retrô, conta com um Game Design apurado, resultando em fases bem desenvolvidas, mecânicas atuais, jogabilidade apurada e um fator de dificuldade honesto, além de utilizar elementos de rpg e exploração, como power ups, aumento de energia, itens especiais, entre outras coisas. O jogo é uma mostra do que um bom Game Design consegue realizar.

Possui gráficos que embora se assemelhem à época do NES, foram polidos e percebe-se o cuidado que o jogo teve na arte e parte gráfica, com cenários bem detalhados, além de contar com inimigos originais e interessantes, chefes com mecânicas únicas e fases que provavelmente irão arrancar os cabelos de alguns jogadores, especialmente os novatos. Outro fator importante é a trilha sonora, bem executada e que não deixa nada a desejar para os jogos mais novos, embora seja mais simples, obviamente.

Como diz o título, Odallus nitidamente homenageia diversos clássicos da era 8 bits, utilizando elementos que rapidamente farão o jogador dessa época relembrar de clássicos como Ninja Gaiden, Battletoads, Castlevania, Astyanax, Power Blade, entre muitos outros.  Outro fator interessante é o replay value que possui, permitindo que os jogadores possam voltar às fases já exploradas para abrir novos caminhos e descobrirem itens secretos, que irão auxiliar o héroi nos estágios mais difíceis do jogo.

Odallus

Mesmo com todos esses pontos positivos, o fator que impressiona diz respeito ao desenvolvimento do jogo; O estúdio Joymasher é composto por apenas três pessoas, que deram o sangue para terminar um projeto tão ousado, contando também com a ajuda dos beta testers, que jogavam procurando bugs  na versão preliminar. Utilizando uma ferramenta de desenvolvimento não tão popular, a Fusion Engine, fizeram um trabalho excelente e conseguiram um produto final que merece aplausos.

Odallus poderá não agradar a todos, mas certamente atingirá a maioria dos jogadores que procuram algo divertido e com dificuldade na medida certa. É basicamente uma remontagem da saudosa época do NES 8 bits, contando apenas com o que havia de bom e eliminando os fatores ruins e limitações de hardware da época. Parabéns a todos os envolvidos e que venham os próximos jogos desse estúdio tão promissor.

Odallus

Ficha Técnica:
Título: Odallus – the Dark Call
Ano: 2015
Desenvolvedores: Joymasher (Danilo Dias, Thais Weiller e Marco Galvão)
Plataformas: Windows
Preço: R$ 25 – Disponível no Steam e GOG.

 

Links:

Joymasherwww.joymasher.com
Steamhttp://store.steampowered.com/app/319480/
GOGhttps://www.gog.com/game/odallus_the_dark_call

DEIXE UM COMENTÁRIO