O Voo do Dragão no Rio de Janeiro

Guizado lança seu novo disco na cidade, com shows no SESC Tijuca e Oi Futuro

O trompetista e compositor, Guizado, apresenta seu terceiro disco, “O Voo do Dragão”! Já disponível para o público nas plataformas digitais, chegará ainda neste mês na versão tradicional, em CD. No Rio de Janeiro, o lançamento acontecerá em duas noites de show, pré-lançamento dia 22/08 (sábado) e lançamento dia 25/08 (terça-feira).

O Voo do Dragão chega 4 anos após “Punx” (2008) e “Calavera” (2010), discos que colheram prêmios e figuraram em listas de melhores do ano. Durante esse intervalo, o músico trabalhou intensamente em diversos projetos e como diretor musical. Fez participações ao lado de artistas como: Jorge Du Peixe, Karina Buhr, BNegão, Otto, Nação Zumbi, Bugee Wesseldorf, MTakara, Rob Mazurek, Ilham Ershaim dentre outros.

Guizado buscou inspirações orientais para o eixo do novo álbum, desde os nomes das oito faixas até a elaborada arte de capa, feita pelo artista japonês Atsuo Nakagawa. Entretanto, o novo disco e show mostram principalmente uma novo momento musical formatado por aprendizados e transformações em sua trajetória. As mudanças de climas sonoros surpreendem com as alternâncias de momentos orgânicos e bases eletrônicas que emergem com muita força.

O trompetista comenta sua criação, “Nesse meu terceiro disco sigo explorando o universo urbano da cidade onde vivo, assim como nos anteriores, porém dessa vez, através de uma visão totalmente nova. Motivado por filmes de Kung Fu como Fist of Fury, The Big Boss de Bruce Lee e Ghost Dog de Jim Jamursch, batizei meu terceiro trabalho de O Voo do Dragão para ir de encontro a todos esse fatores que o inspiraram“.  

Para transformar toda essa bagagem em trilhas sonoras arrebatadoras munidas de beats inéditos e do imprevisível trompete – as grandes características de sua arte – Guizado chamou uma banda da pesada para gravar o disco. Além do próprio, que assume trompete, programações eletrônicas (samples produzidos com a MPC e sintetizadores modulares) e arranjos, Allen Alencar toca guitarra, Thiago Duar assume os graves com o sintetizador baixo, Thiago Babalú está na bateria e Caetano Malta reforça a forte verve eletrônica do disco, assumindo outro sintetizador, responsável pela harmonia de O Voo do Dragão. Então o voo” acontece nas 8 faixas.

Se em “Tigre” Guizado explora os beats sintéticos de maneira intensa, com synths e bateria eletrônica, em “Toro” o trompetista dá asas ao free jazz e só se utiliza de instrumentos orgânicos, com guitarra e bateria em evidência.

A longa faixa-título é quase uma peça sinfônica. Complexa e dividida em duas partes, a música possui uma harmonia de jazz à la Wayne Shorter e uma segunda parte pesada, de pegada rock, cheia de beats e synths.  A faixa mais pop (se é que podemos nos utilizar desta palavra) do disco é “Cachorro”, de estrutura fácil e com a “versão robô” de Guilherme Mendonça no vocal.

“Ah Hey” é punk rock e psicodelia à maneira Guizado. “Sete Lâminas” abre o disco representando muito bem os sintetizadores modulares “JolyMod”, construídos em casa, artesanalmente, pelo produtor Arthur Joly. Aliás as histórias dos beats sintéticos deste disco são bem especiais. As baterias da MPC foram sampleadas diretamente das baterias eletrônicas originais antigas, são máquinas raras, como a Tr 807 e as Cr 5000, ambas do acervo de Joly.  

O Voo do Dragão é uma viagem que engloba estudos sobre música erudita contemporânea de autores como Schoenberg, Lizst e Stravinsky, e de compositores modernos como Wayne Shorter e Thelonious Monk, assim como elementos do Punk Rock e Free Jazz.  Guilherme Mendonça quebra paradigmas, consegue juntar skate ao jazz, amadurece ao mesmo tempo em que leva a música instrumental para os mais jovens.  

Este terceiro disco é instrumental, e a ideia da ausência da palavra é um convite para o além de tudo, para a amplidão do pensamento”, afirma Guilherme, baseado nos conceitos inspirados pelo Oriente. “Um convite para perceber que a nossa mente pode voar livre e que somos todos Dragões em voo”, completa Guizado.  

O Voo do Dragão simboliza um salto em sua carreia musical, sob a pele desse mítico alado. Guizado conduz o ouvinte a uma história, onde cada música é como um capítulo desse conto. Ouça, mas venha também conferir este voo ao vivo!

 GUIZADO

Serviço:

Shows RJ – O Voo do Dragão
Duração: 90 minutos
Classificação Indicativa: 10 anos
Dia 22/08/2015 (sábado) – Pré-lançamento
Local: Casa Rosa, Sesc Tjuca
Horário: 20h
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 539 – Tijuca – Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21)  3238-2139
Capacidade:  250 lugares
Ingressos:  Valores: R$ 3 (associado Sesc), R$ 5 (meia-entrada), R$ 10.
Acesso para pessoas com deficiência
Dia 25/08/2015 (terça-feira) – Lançamento
Local: Oi Futuro Ipanema,
Projeto A.NOTA 
Horário: 21h
Endereço: Rua Visconde de Pirajá, 54/3º andar
Telefone: (21) 3131- 9333
Capacidade:  93 lugares
Ingressos: R$ 20,00, R$ 10,00 (meia-entrada)
Acesso para pessoas com deficiência

Formação em palco:
Guizado – trompete, programações e arranjos.
Allen Alencar – Guitarra
Thiago Duar – sintetizador, baixo
Thiago Babalú – bateria

Disco – Guizado, O Voo do Dragão:

Capa O Voo do Dragão

FAIXAS:

1 Sete Lâminas
2 Cachorro na Estrada
3 Ah-Hey
4 O Voo do Dragão
5 Tigre
6 Cachoeiras
7 Toró
8 Luzes

Gravado no estudio El Rocha por Fernando Sanches. E no estudio Babalú por Thiago Babalú.

Mixado no estudio El Rocha por Fernando Sanches. Masterizado por Arthur Joly.

O Voo do Dragão, disco digital
Deezer – http://bit.ly/1IgrV56
Spotify – http://spoti.fi/1by3kMi
iTunes – http://apple.co/1QmQMHg
Google Play – http://bit.ly/1KM5Qv9
Rdio – http://on.rdio.com/1cmLD3L
Napster – http://bit.ly/1zBqOLM

Guizado, nas redes sociais:
https://www.facebook.com/guizado.man
https://instagram.com/guizado1
https://soundcloud.com/guizado
https://www.youtube.com/user/guizadoman

Uma visão sobre o show de lançamento em São Paulo, por Jotabê Medeiros:

http://farofafa.cartacapital.com.br/2015/05/17/um-manifesto-de-generosidade-de-guizado/

DEIXE UM COMENTÁRIO