O mistério de uma flor mortal é o foco de “O Vírus das Tulipas Vermelhas”

Livro de estreia da autora Daniëlle Hermans é um thriller onde passado e presente estão entrelaçados e as respostas para o suspense podem ser mais complexas do que parecem. Com uma abordagem inteligente, o livro transporta o leitor para os bastidores do milionário mercado de tulipas.

Para fãs de tramas de suspense contemporâneas com pano de fundo histórico.
Library Journal

Wouter Winckel é um respeitável negociante de tulipas de Alkmaar, reconhecido por ter a coleção de flores mais bonita da região. Um dia, o comerciante é encontrado brutalmente assassinado em seu próprio estabelecimento. Séculos depois, na Londres do século XXI, Alec recebe uma ligação urgente de seu tio Frank pedindo para vê-lo imediatamente. No leito de morte e com inúmeros ferimentos aparentando espancamento, Frank mostra para o sobrinho o desenho de uma tulipa com pétalas brancas que terminavam em labaredas vermelhas. Esta última mensagem do tio faz com que Alec acredite que a flor é a chave para desvendar o mistério da morte de Frank e, por isso, começa a investigar o caso por contra própria.

Com brilhantismo, a autora desenvolve uma narrativa envolvente, com personagens marcantes. Para os amantes de um bom de thriller, “O Vírus das Tulipas Vermelhas” resgata a angustia e as reviravoltas presentes nos clássicos do gênero.

Trecho:
“Os olhos estavam fixos no sobrinho, vítreos. Seu corpo estremeceu ao levantar a cabeça e apontar para o livro com o dedo trêmulo.

-Tulipa, tul…”

Daniëlle Hermans nasceu na Holanda, em 1963. Estudou política e gestão cultural na Universidade de Utrecht e trabalhou como gerente de comunicação. Seu interesse ela história dos Países Baixos e sua paixão por thrillers foram as razoes que a motivaram a tornar-se escritora. O Vírus das tulipas Vermelhas é seu livro de estreia.

O Vírus das Tulipas Vermelhas
(Het Tulpen Vírus)

Daniëlle Hermans
Ficção estrangeira
Thriller
Páginas: 308
Preço: R$ 40,00
Tradução: Patricia Broers-Lehmann
Editora: Record || Grupo Editorial Recod

DEIXE UM COMENTÁRIO