O Legado do Führer

Livro de estreia do caxiense Bruno Atti revisita o passado do regime nazista e parte para uma trama de mistério e aventura ambientada em 2012

O Legado do Führer é a obra de estreia do caxiense Bruno Atti, um thriller policial historiado que traz para a atualidade uma trama que nasce no regime nazista. O mistério começa na Paris de 1940 e transporta o leitor para um local distante, em dias muito mais recentes: a Buenos Aires de 2012.

A protagonista é Verônica, uma paulistana que, a passeio em Buenos Aires, compra um relógio em um antiquário. Sem saber, ela leva consigo uma peça que pertenceu a Adolf Hitler e carrega um grande mistério que irá desencadear uma aventura.

Com base em lendas e relatos que permeiam o nazismo, o romance se aprofunda em pesquisa histórica e geográfica. “A história do relógio de Hitler foi uma lenda que criei. Conta com personagens históricos e fatos que realmente aconteceram, com o acréscimo de novos dados e situações que geram questionamento e interesse”, explica o escritor.

O interesse pessoal pelo tema 2ª Guerra Mundial, e os impactos que causou, levaram o escritor à abordagem. De acordo com Bruno, o intriga o fato de que ainda hoje há quem siga a doutrina nazista e outras práticas que envolvam discriminação e segregação. “Por isso, a ideia de escrever sobre o tema e refletir sobre os porquês, acerca da disparidade de pensar em uma superioridade de povos”, acredita o escritor.

Sobre o título escolhido para a sua obra, o autor apostou no contraponto entre a palavra legado, que costuma significar uma herança positiva, e o impacto negativo deixado pelo nazismo.

Capa

O autor
O caxiense Bruno Atti é formado em farmácia pela Universidade de Caxias do Sul. Leitor assíduo desde a infância descobriu na escrita uma paixão que pratica de forma mais constante desde 2014. Seu gosto pela música e a participação em bandas desde cedo o levaram a tentativa de compor canções. Das tentativas resultou seu primeiro conto, que influenciou a criação das suas obras. A música ainda acompanha seu processo de escrita, e inspira cada tema abordado.  Suas maiores influências na escrita são Stephen King, John Grisham, Dan Brown e Arthur Conan Doyle.

DEIXE UM COMENTÁRIO