O Inspetor Geral no Teatro Ipanema

Inspetor Geral de Nikolai Gogol CAL - Montagem de Formatura Teatro Ipanema - Rio de Janeiro 10/2015

Nada melhor do que aproveitar o momento conturbado no Brasil e no mundo para trazer ao público um texto como O Inspetor Geral, de Nikolai Gogol, considerada um clássico da sátira universal, e que estreia curta temporada de 21 de outubro a 1 de novembro no Teatro Ipanema. A visita anunciada do inspetor faz desencadear um processo em que a corrupção, a fraude, o medo e a intriga são a matéria com que se constrói uma das mais corrosivas e hilariantes comédias russas do período pré-revolucionário.  “Quero tentar politizar essa geração ostentação que está aí”, justifica o diretor Nello Marrese.

Escrita em 1836 por Nikolai Gogol, O Inspetor Geral é uma peça de teatro que fala de política, mas não apenas isso. Enquanto aborda a realidade de uma aldeia que descobre ser alvo da visita de um inspetor geral, anunciada por carta a um presidente da câmara “modelo de populismo, corrupção e ridículo”, a comédia destila críticas a políticos e administradores em geral, mas também sobram apreciações quanto ao comportamento frívolo das mulheres, à credibilidade simplória e a hipocrisia insensível dos homens. Apesar da história se passar no século XIX, na Rússia, a peça permanece moderna, pois critica a política, a corrupção e, até, a passividade da população em relação aos acontecimentos.

A simplicidade é uma das qualidades do texto de Gogol. Com a notícia da visita do inspetor geral, supervisor de alto escalão das repartições públicas, o pequeno vilarejo e seus principais funcionários entram em pânico. O governador, o juiz, o diretor dos hospitais, a chefe das escolas e outros representantes públicos confabulam a melhor forma de receber o visitante – e dissuadi-lo de qualquer inspeção. Surge aí o aproveitador Ivan Aleksándrovitch Khlestakov, malandro viajante equivocadamente tomado por todos como o inspetor geral assume a identidade falsa para ser bem tratado durante sua estadia no povoado. Na confusão do papel e das inspeções não faltam situações hilárias de denúncia aos meandros do poder, à corrupção, à delação, à impunidade, aos favores etc.

Inspetor Geral de Nikolai Gogol CAL - Montagem de Formatura Teatro Ipanema - Rio de Janeiro 10/2015
Inspetor Geral de Nikolai Gogol
CAL – Montagem de Formatura
Teatro Ipanema – Rio de Janeiro

O AUTOR
Nikolái Vasílievich Gogol foi um escritor, romancista e dramaturgo russo do século XIX. Nasceu na cidade Poltava (atual Ucrânia) em 20 de março de 1809 e faleceu na cidade de Moscou em 21 de fevereiro de 1852. É considerado um dos principais escritores da literatura russa. Sua principal obra foi Almas Mortas, considerada por muitos críticos literários como sendo a primeira novela russa moderna.

Primeira grande figura do realismo russo, Gogol começa escrevendo contos: Serões na propriedade de Dikanka, Arabescos, O retrato, Diário de um louco. Publica um importante romance romântico, Taras Bulba, que descreve as lutas dos cossacos contra os ocupantes polacos. Mas não demora a inclinar-se para as propostas literárias do realismo. A este gênero se aplica a sua obra-prima, Almas mortas que, baseada em um fato real vem a ser uma visão violentamente satírica da Rússia anterior à abolição da escravatura e é considerada por muitos críticos literários como sendo a primeira novela russa moderna.

Ficha Técnica:

Direção e Cenário – Nello Marrese

Elenco – Gabriel Carvalho, Sophia Dornellas, Julia de Aquino, Isadora Silveira, Daniel Rangel, Rogério Klein, Yuri Lobato, Alexandre Ferraz, Danilo Albuquerque, Caio Brito, Bruno Dornelas, Daniel Dalcin, João Dalcin, Eloise Yamashita. Antônio Pina e Vitor Pol

Diretor Assistente e Preparação Corporal – Ronaldo Bastos

Trilha Sonora – Tatah Toscano

Iluminação – Dani Sanchez

Figurinos – Jhon Santanna

Assistente de Produção – Joyce Martins

 

SERVIÇO:

O INSPETOR GERAL, Nikolai Gogol

Local: Teatro Ipanema – Rua Prudente de Morais 824 – Ipanema

Tel.: 2523 9794

Temporada: 21, 24, 25, 28 e 31 de outubro e 1º de novembro.

Horário: Quartas-feiras às 20h e sábados e domingos às 16h.

Preço: 30 reais

Classificação etária: 12 anos

Duração: 90 minutos

DEIXE UM COMENTÁRIO