O cinema de Michel Ocelot no CCBB

Dois fins de semanas com filmes de animação do diretor de Kiriku e a feiticeira, dublados e legendados

Contos da Noite (c) Zeta Filmes
Contos da Noite (c) Zeta Filmes

No mês das crianças, o CCBB apresenta, em dois finais de semana, uma mostra com todos os longa-metragens de animação do diretor francês Michel Ocelot, com cópias legendadas e dubladas. Serão exibidos também cinco curtas do início da carreira de Ocelot, que ficou mundialmente conhecido com Kiriku e a feticeira (1998), vencedor do Grande Prêmio do Festival Internacional do Filme de Aninação, Annecy. Os ingressos terão o valor único de R$ 5,00 (meia entrada) e crianças até dez anos não pagam.

A obra de Michel Ocelot, um dos maiores animadores em exercício da atualidade, premido inúmeras vezes em festivais do mundo inteiro, impressiona pela beleza estética e pelo colorido dos seus trabalhos.  Ele passou a infância na Guiné, na África, antes de se mudar para a Angers, na França, na sua adolescência, e finalmente se fixar em Paris. O período em que viveu na África o marcou profundamente e isso se reflete em vários de seus filmes que tem temáticas africanas – negras e árabes.

Autodidata, toda a carreira de Ocelot é dedicada ao cinema de animação. Desde o começo, ele escreve suas próprias estórias, desenha os personagens e cria seus universos gráficos. Com seu primeiro curta-metragem, Os três inventores (1979) que será exibido na mostra, Ocelot ganhou o BAFTA Film Award. Depois do grande sucesso de público e crítica de Kiriku e a feticeira, seu primeiro longa, ele fez Príncipes e Princesas (1999), filme de silhuetas animadas, e Kiriku e os animais selvagens(2005), exibido como hors-concours no Festival de Cannes. As aventuras de Azur e Asmar (2007), seu quarto longa-metragem, partiicpou da Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. Contos da noite (2011) foi selecionado para competição oficial do Festival de Berlim. No ano seguinte, Ocelot lançou Kiriku: os homens e as mulheres (2012). Seu próximo filme, Dilili à Paris, que se passa na Belle Epoque, está previsto para ser lançado me 2018.

Programação

Sábado, 22 de outubro:

14h – Kiriku e a feiticeira (Kirikou et la sorcière), de Michel Ocelot. França/Bélgica/Luxemburgo/Letônia/Hungria/Senegal, 1998. 71 min. Livre. Dublado em português. Na África Ocidental nasce um menino minúsculo, cujo tamanho não alcança nem o joelho de um adulto, que tem um destino: enfrentar a poderosa e malvada feiticeira Karabá, que secou a fonte d’água da aldeia de Kirikou, engoliu todos os homens que foram enfrentá-la e ainda pegou todo o ouro que tinham. Para isso, Kirikou enfrenta muitos perigos e se aventura por lugares onde somente pessoas pequeninas poderiam entrar.

16h – Príncipes e princesas (princes et princesses), de Michel Ocelot. França, 1999. Cor. 70 min. Livre. Dublado em português. Filme de silhuetas animadas dividido em seis contos, Um casal de garotos encena peças de teatro, auxiliado por um velho técnico desempregado. Transformados em herói e heroína, os dois viajam do passado remoto ao futuro distante para todos os cantos do mundo, mostrando a beleza do Antigo Egito, a poesia da arte japonesa, o romance da Idade Média e os prodígios do ano 3000.

18h – Contos da noite (Les contes de la nuit), de Michel Ocelot, França, 2011. 84 min. Livre.Legendado em português. Todas as noites, uma garota, um garoto e um senhor idoso se encontram em um pequeno cinema, que aparenta estar abandonado. Lá dentro, os três criam histórias, escrevem, desenham, vestem fantasias… Eles criam diversas histórias mágicas passadas em uma noite onde tudo é possível.

Domingo, 23 de outubro:

14h – Kiriku e os animais selvagens (Kirikou et les bêtes sauvages), de Michel Ocelot. França,  2005. 75 min. Livre. Dublado em português. O avô de Kirikou conta as desventuras do garoto, cuja altura não alcança nem o joelho de um adulto. Entre elas, o avô conta como Kirikou aprendeu a ser jardineiro, detetive, artesão, doutor, comerciante e viajante, percorrendo os diversos recantos da África.

16h – Kiriku: os homens e as mulheres (Kirikou et les hommes et les femmes), de Michel Ocetot. França,  2012. Cor. 90 min. Livre. Legendado em português. O Homem Sábio da Montanha Proibida conta histórias do heróico Kiriku, que desde a infância sempre esbanjou coragem, inteligência e agilidade. Vivendo em uma aldeia ao lado de sua mãe, Kiriku era capaz de solucionar qualquer tipo de problema, até mesmo questões envolvendo forças ocultas.

18h – As aventuras de Azur e Asmar (Azur e Asmar), de Michel Ocetot. França/Bélgica/Espanha/Itália, 2007. 101 min. Livre. Legendado em português. Os meninos Azur e Asmar foram criados juntos pela mesma mulher, Jenane. Azur é loiro e tem olhos azuis, além de ser filho de um nobre. Já Asmar tem olhos e cabelos pretos, sendo filho de Jenane, ama-de-leite que cuida de Azur. Eles cresceram como se fossem irmãos, até serem separados quando Jenane parte com o filho. Asmar cresce ouvindo as histórias da mãe sobre a lendária Fada dos Djins e, quando se torna adulto, decide partir à sua procura, contando com a ajuda do andarilho Crapoux. É quando Azur e Asmar se reencontram, agora não mais como irmãos mas como rivais na busca da Fada.

Sábado, 29 de outubro

14h – As aventuras de Azur e Asmar (Azur e Asmar), de Michel Ocetot. França/Bélgica/Espanha/Itália, 2007. 101 min. Livre. Dublado em português.

16h – Contos da noite (Les contes de la nuit), de Michel Ocelot, França, 2011. 84 min.  Livre. Dublado em português.

18h – Kiriku e a feiticeira (Kirikou et la sorcière), de Michel Ocelot. França/Bélgica/Luxemburgo/Letônia/Hungria/Senegal, 1998. 71 min. Livre. Legendado em português.

Domingo, 30 de outubro

14h – Kiriku: os homens e as mulheres (Kirikou et les hommes et les femmes), de Michel Ocetot. França,  2012. Cor. 90 min. Livre. Dublado em português.

16h – Príncipes e princesas (princes et princesses), de Michel Ocelot. França, 1999. Cor. 70 min. Livre. Legendado em português.

18h – Sessão de curtas dirigidos por Michel Ocelot. Livre. Legendados em português.

Os três inventores (Les 3 inventeurs). França, 1980. Cor. 13 min. Em um mundo de renda branca, um grande inventor, uma grande inventora e um pequeno inventor criam belas máquinas úteis.

A lenda do pobre corcunda (La légende du pauvre bossu). França, 1982. Cor. 7 min. Uma princesa inacessível e um pobre corcunda, entre eles as pessoas, o egoísmo, tradições.

A bela dama e o feiticeiro (La belle fille et le sorcier). França, 1991. Cor. 4 min. “Eu sou feio, eu estou sozinho, eu estou entediado.” Em três segundos tudo vai mudar …

A pastora que dança (Bergère qui danse). França, 1991. Cor. 9 min. Uma pastora e uma fada disputam o amor de um jovem pastor.

O príncipe das jóias (Le prince des joyaux). França, 1991. Cor. 13 min. Na terra das mil e uma noites, sobre uma chuva de jóias preciosas, vários personagens se encontram.

O CINEMA DE MICHEL OCELOT

Patrocínio: Banco do Brasil
Curadoria: Fabio Savino
Produção:  Fumaça Filmes
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil
www.bb.com.br/cultura

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro

22 a 30 de outubro de 2016 (sábados e domingos)

Rua Primeiro de Março 66, Centro, tel (21) 3808-2020

Salas de Cinema 1 (98 lugares) e 2 (50 lugares) – Ingressos: R$ 5 (meia entrada para todos). Crianças até 10 anos não pagam.

www.twitter.com/ccbb_rjwww.facebook.com.br/ccbb.rj

DEIXE UM COMENTÁRIO