Nova York segue atraindo milhares de turistas brasileiros mesmo com dólar alto

Divulgação

Nova York há alguns anos é o destino preferido dos turistas brasileiros. Em tempos que já deixam saudades, com a taxa de câmbio atraente e preços competitivos de passagens aéreas, muitos brasileiros fizeram sua primeira viagem para a metrópole e tomaram gosto pelo turismo internacional. Atualmente, mesmo com a situação tão diferente de outrora, o destino segue como um dos mais procurados nas companhias aéreas, seja para compras, negócios ou férias, Nova York continua fazendo a cabeça dos brasileiros.

Brasileiros gastam 
Entre os principais atrativos de destinos internacionais como NY estão, sem dúvida, os preços baixos em comparação com o mercado nacional – eletrônicos, roupas, cosméticos e acessórios costumam sair muito mais em conta no exterior. E se tem uma coisa que o brasileiro adora fazer em NY, é comprar. De acordo com levantamento da NYC & Company, empresa de marketing e turismo nova iorquina, os 921 mil brasileiros que visitaram a cidade em 2014 gastaram impressionantes US$ 2,7 Bilhões – fatia responsável por 10% de todos os gastos brasileiros no exterior.

Mesmo com a alta do dólar, a expectativa da companhia é que as diversas atrações da cidade sigam atraindo turistas daqui – a cidade espera contar com crescimento de 2,37% de visitantes do Brasil em relação à 2015, chegando à 948 mil turistas tupiniquins ao longo do ano. E isso não é mero otimismo, a Companhia revela que desde 2005 o número de visitantes vindos do Brasil sobe anualmente, alcançando a incrível taxa de crescimento de mais de 700% na última década. Ou seja, apesar da crise econômica ter afetado o bolso dos brasileiros, os especialistas acreditam que continuaremos entre os 3 maiores visitantes da Big Apple, atrás apenas para Reino Unido e Canadá.

Embarque garantido
É bem verdade que o brasileiro tem enfrentado diversas dificuldades na hora de viajar, além do dólar caro, a baixa oferta no setor aéreo nacional e o aumento de impostos são outros pontos que levam muitas pessoas a reconsiderem suas viagens. Porém, é possível garantir o embarque sem que os custos pesem tanto no bolso. Algumas táticas podem ser usadas tanto na compra da passagem, quanto no roteiro, afim de baratear a tão desejada viagem. Algumas dicas podem ajudar o turista na hora de planejar sua viagem para destinos internacionais:

Fique atento às promoções das companhias: recentemente, com a baixa demanda por destinos internacionais, as operadoras brasileiras têm baixado os preços como estratégia de mercado;

Faça muita pesquisa: de acordo com levantamento da Folha, os preços de passagens de ida e volta para Nova York-Miami, podem variar cerca de 80% (US$ 174 a US$ 314). Algumas operadoras e agências de viagem trabalham com câmbio congelado afim de reconquistar os clientes afugentados pela alta do dólar;

Se encontrar um preço atrativo, compre: a lenda de que existe um dia melhor para comprar passagens mais baratas é pura balela, com a constante variação cambial e a própria instabilidade do setor aéreo, dificilmente uma passagem que está em promoção tende a baratear ainda mais à curto prazo.

Utilize milhas: a boa e velha prática de acumular milhas para consegui passagens mais baratas ainda é válida – “A tendência do mercado brasileiro é que as empresas utilizem cada vez mais os programas de fidelidade como forma de atrair o passageiro. Logo, ser associado à um programa desse tipo pode ser vantajoso e garantir promoções exclusivas. – aponta Francisco Lobo da CashMilhas.

Planeje seus gastos: em tempos de crise ou fora deles, os gastos devem sempre ser programados. No caso da moeda estrangeira, é essencial ficar atento às taxas de câmbio, além de encargos do cartão de crédito como IOF e tributos como o IR – essas despesas devem ser levadas em consideração no orçamento da viagem, afim de evitar surpresas.
Porque os brasileiros amam Nova York
Se por um lado os brasileiros desembarcam em destinos como Miami e NY atraídos pelos preços, por outro as cidades têm visto o potencial de faturamento que este tipo de turismo oferece. Não é à toa que o número de atrações, pontos turísticos, comerciais e gastronômicos buscam cada vez mais agradar os visitantes daqui. A cidade está bem preparada até para os turistas mais tímidos, que preferem ficar na zona de conforto. Como dizem por lá, a cidade está cada vez mais “brazilian friendly”.

Para compras: Se você está à procura de produtos e aparelhos eletrônicos com preços atrativos, lugares como a B&H e a Best Buy são roteiros obrigatórios. Como uma cidade democrática, existe moda para todos os gostos e bolsos – desde os magazines populares como a Macy´s até grandes grifes encontradas em lojas como a Century 21. Para aqueles que querem marcas boas mas com preços mais acessíveis, a Second Chance Designer é uma boutique-bazar com grandes nomes como Louis Vuiton e Chanel. E se você sentir falta de uma tradicional sandália de dedo ou o figurino obrigatório de todo turista (camisa com estampa da bandeira do Brasil), na Búzios é possível encontrar desde souvenires à alimentos típicos daqui.

Para se deliciar: Para aqueles que querem um pouquinho de Brasil mesmo em terras estrangeiras, lugares como o Football Factory at Legends não podem faltar no roteiro, ainda mais se você é um amante de futebol – o pub de Manhattan é voltado para a paixão nacional no melhor estilo brasileiro, ou como eles dizem por lá: “soccer”. Agora se a intenção é, além de beber, comer bem, restaurantes e bistrôs com cardápio tipicamente brasileiros não faltam: o Miss Favela no Brooklyn é um bistrô-botequim com cara tipicamente brasileira, com música, culinária e ambiente inspirado na nossa terra. Por fim, o tradicional churrasco amado por aqui, pode ser apreciado na conceituada Fogo de Chão localizada em Manhattan. Se a intenção é uma culinária ainda mais regional, o Restaurante Ipanema, situado na mesma ilha, oferece uma fusão das culinárias típicas de Brasil e Portugal.

Para se divertir: Com vários artistas brasileiros em sua coleção os Museus de Arte Moderna (MoMA) e o Metropolitan podem ser uma grande oportunidade para os apreciadores de arte.  No final deste mês, a Biblioteca Pública de Nova York contará com a presença do artista e fotógrafo brasileiro Vik Muniz. Para aqueles que querem apreciar nossa cultura lá fora, o Arte Capoeira Center oferece aulas e festivais voltados para ritmos brasileiros e latinos. Agora se a pedida é uma atração mais animada, há 31 anos a cidade sedia o maior evento brasileiro fora do Brasil: o famoso Brazilian Day, que celebra nossa cultura e conta com a presença de vários artistas nacionais.

Fonte:  CashMilhas

DEIXE UM COMENTÁRIO