No Dia Nacional da Saúde, professor de dança faz alerta para que jovens se exercitem mais

“A atividade física ajuda o jovem a melhorar sua qualidade de vida e chegar na fase adulta mais saudável”, ressalta Bruno Almada

Professor de Dança Bruno Almada com suas alunas adolescentes
Professor de Dança Bruno Almada com suas alunas adolescentes
Na próxima sexta-feira, dia 05 de agosto, é comemorado o Dia Nacional da Saúde. O professor de dança, Bruno Almada, aproveita a data para fazer um alerta: a crescente de jovens com problemas de saúde causados pelo sedentarismo e hábitos alimentares ruins.
 

“Sempre tento incentivar os pré-adolescentes, jovens, a saírem da inércia. A atividade física ajuda o jovem a melhorar sua qualidade de vida e chegar na fase adulta mais saudável, sem estardependente de remédios controlados para pressão, diabetes, entre outras doenças.”

De acordo com a nutricionista Cynara M. G. Rieche, 70% de seus pacientes são jovens, entre 16 e 20 anos, que chegam em seu consultório com problemas de saúde ocasionados por má alimentação e falta de prática de exercício: “A maioria destes pacientes está ou com glicose alterada, ou colesterol alterado ou os dois. São jovens que não cuidam da alimentação, comem qualquer coisa e a grande maioria não faz atividade física”.
Bruno com suas alunas mirins
Bruno com suas alunas mirins
 

Bruno conta ainda que a dança pode ser uma excelente opção para os jovens pois além de ser uma atividade mais divertida, muitas aulas são embaladas por hits da moda. “Existem aulas de dança de músicas latinas, outras de funk, outras de axé, outras que fazem um mix de ritmos, enfim, é só o aluno escolher aquela que mais o agrada e se mexer. Os adolescentes principalmente gostam muito de dançar e podendo ainda aliar a dança com qualidade de vida, eles só terão benefícios. Mas é como sempre falo, a dança sozinha é um ótimo exercício mas não faz milagre. Ela auxiliada a uma boa alimentação, um acompanhamento médico adequado, trará uma melhoria maior ainda a vida destes jovens”, explica o professor. “A dança não tem idade, quem dança tem espírito eterno de jovem. A dança, além de trazer inúmeros benefícios para seu corpo, ele cuida da sua mente, faz bem a autoestima”, complementa.

DEIXE UM COMENTÁRIO