Nam Thai celebra nascimento de Buda

Festa tailandesa das águas cheia de sabor no Nam Thai

Ped Pak Kaeng Kieow Wan (foto: Filico)
Ped Pak Kaeng Kieow Wan (foto: Filico)

Água, reverência ao Buda e os melhores sabores à mesa é o tema da tradicional festa tailandesa celebrada no mês de abril. A partir do próximo dia 12, os tailandeses comemoram o Songkran, nome milenar para ano novo tailandês, que entra no ano 2559. Ele se assemelha ao réveillon brasileiro, em que a ideia é deixar para trás o que não deu certo e renovar as energias e esperanças para o próximo ano. As festividades marcam o nascimento de Buda e acontecem no mês de abril, de 12 a 14, e correspondem ao Ano Novo Budista.

“A festa antecede o plantio do arroz, alimento base de todas as culturas da região e que crescerá nos alagados”, comenta o chef David Zisman. “É o tempo de desejar paz, felicidade e boa sorte”, acrescenta.

O nome da festa vem do sânscrito e significa “passar ou mover-se para”. O princípio do Songkran é a tradição e a forma como os tailandeses agradecem à divindade de Buda pela graça concebida da dádiva de chuvas, que fizeram abundância de arroz e frutos nas terras sob sua proteção. Milhões de fiéis de todas as idades vão aos templos budistas para colocar água na imagem do deus, lavam as mãos dos monges budistas e dos idosos da comunidade. As pessoas recebem suas bênçãos para que os guiem no bom caminho durante o novo ano. As ruas são tomadas por uma divertida guerra campal onde os tailandeses jogam bolinhas de água uns nos outros.

No Brasil, o Songkran, também conhecido como Festival das Águas, vem sendo a cada ano mais festejado pelos que cultuam as tradições tailandesas. O chef David Zisman, à frente do restaurante Nam Thai, no Rio de Janeiro, não poderia deixar passar em branco e, como todo ano, criou receitas especiais para serem servidas de 08 a 15 de abril.

Entre os sabores, Yam Talê, leve e deliciosa salada fria de Macarrão Harussame, a clássica massa de feijão, com pepinos laminados, aipo picado, camarões e vieira. Para finalizar, molho picante e broto de brócolis (R$ 40,00). Para prato principal, a sugestão é o Ped Pak Kaeng kieow Wan, um suculento pato grelhado, servido com saborosos vegetais ao curry verde – preparado artesanalmente na casa (R$ 71,00).

Yam Talê (foto: Filico)
Yam Talê (foto: Filico)

Sobre o chef
David Zisman, 68 anos, sabe tudo de cozinha asiática. Formou-se no Kahsma School em Oakland, Califórnia, e no restaurante-escola Blue Elephant, em Bancoc. Único restaurante tailandês reconhecido pela Tailândia, e 2004, recebeu o selo de qualidade “Thailand’s Brand” do governo tailandês. Em maio de 2006, em cerimônia realizada em Bancoc, recebeu das mãos do Ministro de Comércio Exterior da Tailândia o selo “Thai Select Brand”, como sinônimo de autenticidade em culinária tailandesa – dos 30 mil restaurantes tailandeses que existem no mundo apenas 250 recebem a distinção, no Rio apenas o Nam Thai. Em 2009, ele recebeu o certificado de excelência “Pride of Thailand”.

Serviço:

Nam Thai – Rua Rainha Guilhermina, 95 A/B, Leblon (90 pessoas). Tel.: 2259-2962. Funcionamento: Segunda das 19h à meia noite. Terça e quarta das 12h à meia noite. Quinta a sábado das 12h à 1h e domingo das 12h às 23h. Aceita todos os cartões.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui