Museu do Amanhã participa da Hora do Planeta 2016

Novo ícone da cidade do Rio de Janeiro apagará as luzes das 20h30 às 21h30 no dia 19/03, sábado

O mais novo ícone da cidade do Rio, o Museu do Amanhã, aderiu à oitava edição da Hora do Planeta, promovida pela organização ambientalista WWF-Brasil. No dia 19 (sábado), entre 20h30 e 21h30, todas as luzes externas do novo ponto turístico da Praça Mauá serão apagadas. O ato simbólico endossa o maior movimento mundial de alerta às ameaças do aquecimento global. Esse ano, a campanha conta com adesão de mais de 120 cidades brasileiras, incluindo as capitais Brasília, Belo Horizonte, Goiânia, Macapá, Natal, Porto Alegre, Recife, Salvador, Vitória, além de Manaus, que participará pela primeira vez do movimento.

“Milhares de pessoas, cidades e empresas apagarão as luzes por sessenta minutos para chamar atenção para a urgência do combate às mudanças climáticas no mundo. As decisões e escolhas precisam ser feitas hoje. Para nós, o amanhã não é uma data no calendário, é uma construção que começa agora. O Museu do Amanhã, um espaço que se dedica a explorar, pensar e projetar possibilidades de construção do futuro, não poderia ficar de fora desse movimento mundial”, destaca Ricardo Piquet, diretor geral do Museu do Amanhã.

Sobre a Hora do Planeta
A Hora do Planeta, conhecida globalmente como Earth Hour, é uma iniciativa global da Rede WWF para enfrentar as mudanças climáticas. Desde sua primeira edição, em março de 2007, a Hora do Planeta não para de crescer. O que começou como evento isolado, em uma única cidade, Sidney, na Austrália, tornou-se uma ação global, envolvendo um bilhão de pessoas em mais de 7 mil cidades de 162 países e territórios. Alguns dos mais conhecidos monumentos mundiais, entre elas, as pirâmides do Egito; a Torre Eiffel, em Paris; a Acrópole de Atenas e – até mesmo – a cidade de Las Vegas já ficaram no escuro durante sessenta minutos. No Brasil, a Hora do Planeta acontece oficialmente desde 2009. Promovido pelo WWF-Brasil, o movimento reúne cidades, empresas e pessoas em todas as regiões do país. 

Sobre o Museu do Amanhã
O Museu do Amanhã é uma iniciativa da Prefeitura do Rio de Janeiro, concebido e realizado em conjunto com a Fundação Roberto Marinho, instituição ligada ao Grupo Globo, tendo o Banco Santander como Patrocinador Máster. O projeto conta ainda com a BG Brasil como mantenedora e o apoio do Governo do Estado, por meio de sua Secretaria do Ambiente, e do Governo Federal, por intermédio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). O Instituto de Desenvolvimento de Gestão (IDG), organização social de cultura sem fins lucrativos, é o responsável pela gestão do Museu.

DEIXE UM COMENTÁRIO