Museu Casa do Pontal comemora 40 anos e inaugura exposição itinerante em Duque de Caxias

Viajantes no pau de Arara / Manuel Eudócio

O Museu Casa do Pontal faz 40 anos e inaugura no próximo dia 23 de março, às 18h, a exposição itinerante “Fluxos e Migrações”, na Biblioteca Municipal Leonel de Moura Brizola (Praça do Pacificador, S/Nº), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O Museu Casa do Pontal, localizado no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro, é o maior acervo de arte popular brasileira do país. E isso só foi possível graças ao trabalho de Jacques Van de Beuque – um imigrante francês que chegou ao Brasil, em 1946, como refugiado da Segunda Guerra Mundial.

A exposição aborda o tema da migração no Brasil e no exterior – fenômeno complexo, relacionado com diferentes causas e estímulos que está em foco nos noticiários atualmente. Ao longo da exposição são apresentadas as etapas pelas quais o imigrante passa de seu ponto de origem até seu destino, no qual ele tem que se adaptar à nova realidade.

Mais de 40 obras do acervo permanente da instituição estarão na exposição itinerante em Duque de Caxias. Entre elas, obras dos artistas pernambucanos Mestre Vitalino, Manuel Vitalino, Zé Rodrigues, Manuel Eudócio e Amaro Rodrigues. Peças de artistas de São Paulo, Alagoas, Minas Gerais e Rio de Janeiro completam a mostra.

A exposição fica em cartaz até 24 de abril de 2016, de segunda a sexta-feira, de 10h às 19h. E aos finais de semana mediante agendamento diretamente com a Biblioteca por meio do telefone (21) 2672-3155. A entrada é franca. 

Sobre o Museu Casa do Pontal

Considerado pelos turistas que vieram ao Brasil durante a Copa das Confederações como um dos principais museus do país, segundo pesquisa da Embratur, ele reúne o maior acervo de arte popular brasileira do país. Seu acervo, tombado pela Prefeitura do Rio como referência cultural da cidade, é composto por peças produzidas a partir do século XX.

O Museu Casa do Pontal foi escolhido, em 2014, para representar o Brasil no Comitê para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco, que avalia as candidaturas a Patrimônio Imaterial da Humanidade, título recebido recentemente pela Roda de Capoeira brasileira.

Admirado por personalidades estrangeiras como o escritor José Saramago, aplaudido por brasileiros como o músico Gilberto Gil e pela futebolista Marta, reconhecido como Patrimônio Artístico e Cultural do Rio de Janeiro, o Museu Casa do Pontal é fundamental nos roteiros cariocas.  Definitivamente um passeio completo, deslumbrante e imperdível para adultos e crianças.

Localizado em um sítio ecológico, de 5.000 m², o espaço reúne 8.500 peças de formas, materiais e estilos diferentes de autoria de mais de 300 artistas, de 24 estados do país. São quilômetros de histórias e costumes do povo brasileiro, resultado de quarenta anos de pesquisas e viagens pelo Brasil do designer francês Jacques Van de Beuque, dono de um acervo riquíssimo que recobre a produção de arte popular a partir do século XX.

Atualmente, o Museu conta com o patrocínio institucional do Ministério da Cultura, do Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, da Petrobras, do IRB Brasil Re, investimento financeiro do BNDES, parceria institucional do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e da UNESCO e patrocínio do projeto educação patrimonial da Caixa Econômica Federal. A exposição itinerante conta com o apoio da Prefeitura de Duque de Caxias através de sua Secretaria de Cultura.

Serviço
Exposição itinerante “Fluxos e Migrações”
Abertura: 23 de março, às 18h
Período de visitação: até 24 de abril. De segunda a sexta-feira, de 10h às 19h. E aos finais de semana mediante agendamento.
Local: Biblioteca Municipal Leonel de Moura Brizola – Praça do Pacificador, S/Nº, Duque de Caxias, RJ.
Entrada Franca.

Serviço Exposição permanente e temporária

Museu Casa do Pontal
Estrada do Pontal, 3295, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro – RJ.
Telefones: 24904013, 2490-2429.
Terça a sexta, de 9h30 às 17h. Sábado, domingos e feriados, das 10h30 às 18h.

DEIXE UM COMENTÁRIO