Mulheres Mobilizando Memória através da Dança

Seminário discute o papel feminino na dança

Sobre Cisnes

“Mulher. Memória. Dança. Temas importantes e atuais que se cruzam em um seminário internacional com duração de três dias para celebrar o Dia Mundial da Dança. São mesas de debate, palestra, oficina, roda de conversa e homenagens em que se privilegiam a troca de ideias e de afetos”.  Giselle Ruiz.

A Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e a Pakhet Produções apresentam, entre os dias 29 de abril e 1º de maio, o Seminário Mulheres Mobilizando Memória através da Dança, no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, na Tijuca.

O Seminário entrelaça os temas MULHER / MOBILIZAÇÃO / MEMÓRIA /DANÇA ao longo de três dias, sob coordenação da professora doutora Giselle Ruiz e da gestora cultural Diana de Rose, que vem reunindo estudantes para pesquisa e realizando encontros abertos ao público, em busca de investigar a importância do olhar e da ação feminina na sociedade contemporânea e na evolução das artes na cidade do Rio de Janeiro através da Dança.

O Seminário contará também com a presença de convidados nacionais e internacionais para integrar as mesas e enriquecer a temática, além de performances, Oficina com Angel Vianna, lançamento de livros e espetáculos de dança.

A pesquisa e o seminário resultarão, ainda, na publicação de um e-book que será disponibilizado online gratuitamente, acompanhado de registros em vídeo dos encontros e do Seminário.

As atividades do Seminário foram escolhidas por sua representatividade na dança atual. Para as mesas de debate e oficina foram convidados professores-doutores e pesquisadores de renomadas instituições, cujos cursos estão relacionados à questão da memória, ao papel da mulher e à arte da dança. Assim, promove-se uma interação entre o ensino acadêmico e a comunidade externa em geral. Em relação aos espetáculos, a curadoria privilegiou obras em que a figura feminina expressa a visão de coreógrafas extremamente atuantes no cenário da dança carioca. Além disso, relatos de trabalhos acadêmicos homenageiam importantes nomes da dança e compõem a roda de conversa “Mulheres por Mulheres”.

As presenças da mestra Angel Vianna e de Diana Taylor, diretora do Instituto Hemisférico de Performance e Política nas Américas, ampliam em âmbito internacional o diálogo da mulher no mundo.

O Seminário Mulheres Mobilizando Memória através da Dança foi contemplado pelo Edital VIVA A CULTURA! – PROGRAMA DE FOMENTO À CULTURA DA PREFEITURA DO RIO – VIVA A ARTE!

Seminário Mulheres Mobilizando Memória através da Dança
(Programação)

Dia 29 de abril, sexta – Dia Internacional da Dança

*19h às 20h – Mesa de Abertura e Comemoração do Dia Internacional da Dança

Participantes:
– Giselle Ruiz
– Diana De Rose
– Paula Mori – Diretora Artística do Centro Coreográfico
– Representante da Secretaria Municipal de Cultura

*20h às 20h15 – Performance “As amarras da feminilidade”– Luciana Rodrigues 
O corpo que é aprisionado, impossibilitado e codificado e sendo obrigado a seguir e respeitar regras é levado até a cena através do corpo da interpreta. Buscando mudanças e liberdade das amarras que a vida coloca diariamente sobre ele, a exaustão é o pico onde se equilibra entre a sanidade e a insanidade.
O corpo da mulher já esteve aprisionado por espartilhos, já passou por transformações, mudanças de padrões, já se libertou dos soutiens, já lutou (e luta) por seus direitos. Esse mesmo corpo se adaptou e se transformou para acompanhar as transformações.
A liberdade de movimento tão desejada e procurada nessa obra, vem de encontro com o anseio de se expressar e deixar o corpo dizer o que tem lhe ferido, apertado e oprimido.

*20h15 às 21h30 – Coquetel

Dia 30 de abril, sábado

*9h30 às 11h30 – Mesa Olhares

Participantes:
– Beth Lopes (SP)
– Cássia Navas (SP)
-Joana Ribeiro (RJ)

Mediação: Giselle Ruiz

*11h30 às 13h – Oficina Master com Angel Vianna

*15h às 16h30 – Palestra com Diana Taylor (NY) – Embodied Memory / Performance as repertoire (em espanhol)

*17h às 18h30 – Lançamento de Livros

 *19h às 20h – Espetáculo “Jogo de Damas” – Esther Weitzman Companhia de Dança

Em Jogo de Damas, oito intérpretes (todas mulheres), dentre elas Camila Fersi, Giselda Fernandes, Gisele Alvim, Mônnica Emílio, Manuela Weitzman, Renata Maciel, Roberta Repetto e Patricia Riess, perfazem entre si o duplo sentido que dá nome ao espetáculo.

A escolha pela convivência no palco de várias faixas etária é chave do sentido dançado: a coreografia é uma cena porque a dança tornou-se jogo a ponto de extrair expressividade da vivência do movimento. Traço marcante da poética de Weitzman pautada por consistente e longeva pesquisa desenvolvida no diálogo entre a dança e o silêncio, responsável pela criação de intensas paisagens físicas em suas obras.

Jogo de Damas promete o lúdico e o poético a plateias iniciadas e não iniciadas nos jogos da dança contemporânea, investindo no quanto as variadas intensidades afetivas geradas na atualidade da cena atuam na corporeidade dançante a ponto de transforma-la continuamente no atrito da experiência.

Dia 1º de maio, domingo

*11h às 12h30 – Mesa Relatos

Participantes:
– Carmen Luz
– Flávia Meirelles
– Mauro Costa
 Mediação: Giselle Ruiz

*14h – Performance “Sobre Cisnes” – Giselda Fernandes
A Morte do Cisne é o mote do solo de 45 minutos da coreógrafa Giselda Fernandes para revisitar a imagem e sentido da criação clássica de Fokine para Anna Pavlova no atual contexto de uma silenciosa ameaça global. Giselda aprofunda sua pesquisa com objetos-partners nos trazendo um cisne que baila em pontas num lago de sacos plásticos. 

*15h às 17h – Roda de Conversa Mulheres por Mulheres

Participantes:
– Moira Osório, falando de Cecília Kerche
– Barbara Santiago, falando de Cristina Martinelli
– Adriana Pavlova, falando de Lia Rodrigues e da Cia. de Dança da Maré
– Angela Ferreira – Homenagens

Coordenação: Giselle Ruiz

Serviço: Mulheres Mobilizando Memória através da Dança
Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro
Rua José Higino, 115 – Tijuca, Rio de Janeiro. RJ. (próximo ao Metrô Uruguai /saída D)

Dias 29/4, 30/4 e 1º/5 (sexta, sábado e domingo)
Classificação: livre.
Grátis.
Telefone: (21) 3238-0357.

DEIXE UM COMENTÁRIO