Mulher mais velha que o parceiro: um romance possível?

Em sua primeira Bienal, Andrea Marques, autora do livro Amor de Cordel, presenteia os leitores com um romance moderno e intrigante

CapaCom uma escrita cativante, a autora paulista Andrea Marques estreia na 24ª Bienal do Livro de São Paulo com um romance cheio de polêmicas e desafios que, certamente dialogam muito com os dramas reais da mulher moderna. Sucesso entre as blogueiras, ela estará autografando o livro a partir das 16 horas no estande da Editora Pandorga, localizado na Rua C, no dia 27 de agosto.

Não há como negar que relacionamentos entre homens mais velhos e mulheres mais jovens sejam vistos com mais normalidade. Andrea, porém, já começa sua trilogia quebrando clichês. O primeiro livro da série, Amor de Cordel desafia este e outros lugares-comuns ao mostrar um romance entre uma terapeuta ocupacional de 38 anos e um jovem arquiteto que, por acaso, também é seu paciente.

Na história, o marido de Carolina anuncia abruptamente que está apaixonado por outra mulher e quer por um fim ao casamento. Tímida, traída, separada e com quase 40 anos, Carol já não se sente atraente. Até que conhece Alexandre, um arquiteto jovem, bonito e carismático que a faz mudar suas convicções.

“Mordi os lábios quando terminei a frase, e sem querer admitir para mim mesma, pedi secretamente aos céus que Alexandre realmente fosse apenas mais um paciente para mim.”

Sobre a autora:
Andrea Marques, 40 anos, é casada e tem uma filha de 2 anos. É formada em Terapia Ocupacional pela Universidade Federal de São Carlos e, durante 15 anos, atendeu pessoas com sequelas neurológicas e ortopédicas em clínicas de reabilitação e hospitais. Foi com base nas histórias de seus antigos pacientes e na própria história que teve inspiração para criar as personagens de Amor de Cordel.

Ficha técnica:
Amor de Cordel
Formato: 16×23
Páginas: 400
ISBN: 978-85- 8442-107- 7
Preço: R$34,90

DEIXE UM COMENTÁRIO