Muita música e emoção em programa gratuito para a criançada

É o musical “Bisa Bia, Bisa Bel”, da premiada autora Ana Maria Machado, que reestreia no Rio: dia 2, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, e segue em turnê pelas Arenas Cariocas

foto: Rudy Hülhold
foto: Rudy Hülhold

Cinco crianças leem um livro, que acaba ganhando vida. Da imaginação delas, nasce um espetáculo cheio de significados em meio a jogos e canções, perfeito para encantar e divertir a garotada. Baseado no clássico de Ana Maria Machado, com adaptação e direção de Joana Lebreiro, o musical infantil “Bisa Bia, Bisa Bel” viaja agora pelo Brasil. As canções são de Joana Lebreiro e Marcelo Rezende, integrante da banda Gogó Boys, de Tiago Abravanel. A turnê começa pelo Rio de Janeiro, mais precisamente na Barra da Tijuca, onde terá apresentaçõesgratuitas graças ao patrocínio do Programa de Fomento à Cultura Carioca da Secretaria Municipal de Cultura. A peça estará em cartaz, entre 2 e 13 de abril, no Teatro de Câmara da Cidade das Artes, na Barra da Tijuca; no dia 24 de abril, na Arena Carioca Chacrinha, em Guaratiba; em 30 de abril, na Arena Carioca Jovelina Pérola Negra, na Pavuna; 13 de maio, na Arena Carioca Fernando Torres, em Madureira; e, 28 de maio, na Arena Carioca Dicró, na Penha.

Agraciado com sete prêmios, sendo o Prêmio CBTIJ(Centro Brasileiro de Teatro para a Infância e Juventude) em quatro categorias – melhor espetáculo, melhor direção, melhor texto adaptado e melhor elenco – e do Prêmio Zilka Salaberry de Teatro para Crianças em três categorias: melhor espetáculo, melhor direção e melhor trilha sonora, o musical vem de três temporadas bem-sucedidas no Rio: a primeira no Teatro Gláucio Gill, em Copacabana; a segunda no Teatro Cândido Mendes, em Ipanema; e a terceira no Teatro Sesc Ginástico, no Centro.

A peça “Bisa Bia, Bisa Bel” – um musical acústico – conta a história da menina Isabel, que aprende a lidar consigo mesma no convívio imaginário com sua bisavó e sua bisneta. Três tempos e três vivências cruzam-se numa mistura encantadora do real com a fantasia. O espetáculo tem como ponto de partida um grupo de cinco crianças que, juntas, leem o clássico de Ana Maria Machado. A partir disso, o livro ganha vida no palco por meio de canções e jogos, em que os amigos brincam e interpretam os personagens.

“Esse livro marcou a minha infância. Ele conta uma história emocionante com humor, poesia e lirismo. Quando pensei em adaptá-lo para o teatro, não queria que a montagem fosse uma tradução literal do livro, mas uma verdadeira brincadeira em cima do palco. Meu objetivo é despertar, nas crianças e nos pais, o desejo de ler o livro depois de sair do teatro”, explica a diretora Joana Lebreiro.

O espetáculo aborda a importância da memória e da formação da identidade, principalmente no universo feminino, com reflexão sobre o papel da mulher ao longo da História.  “Quando escrevi ‘Bisa Bia, Bisa Bel’, estava com muita saudade das minhas avós. Vontade de falar sobre elas com meus dois filhos. Não imaginava que, pouco depois, teria uma filha e essa linhagem feminina ficaria ainda mais significativa para mim. Nem imaginava que esse livro fosse ganhar tantos prêmios e tocar tanto os leitores”, conclui a autora Ana Maria Machado.

Ficha Técnica:
Texto – Ana Maria Machado
Adaptação e direção – Joana Lebreiro
Direção musical e arranjos – Marcelo Rezende
Canções originais – Joana Lebreiro e Marcelo Rezende
Elenco – Viviana Rocha, Gisela de Castro ou Júlia Decache, João Lucas Romero, Júlia Ludolf, Vicente Coelho.
Cenário – Carlos Alberto Nunes
Figurino – Mauro Leite
Iluminação – Aurélio de Simoni
Direção de Movimento – Nathalia Mello
Fotografia – RudyHülhold
Produção – Alexandre Mofati e Maria Alice Silvério
Realização – Zucca ProduçõeseOfício Produções

Serviço:

Cidade das Artes – Teatro de Câmara – 8 sessões

Dia 2 de abril até 13 de abril
Endereço: Av. das Américas, 5300, Barra da Tijuca – Tel: 3325 0102

Dia 2 de abril-  sábado –  16h
Dia 3 de abril -domingo –  16h
Dia 6 de abril – quarta – (duas sessões: 10h e 14h)
Dia 9 de abril –  sábado –  16h
Dia 10 de abril –  domingo – 16h
Dia 13 de abril- quarta – (duas sessões: 10h e 14h)
Capacidade: 450 lugares
Duração do espetáculo: 60 minutos

Faixa etária: livre – recomendado para crianças de 5 a 12 anos

Entrada franca – adistribuição de senhas será feita 1 hora antes do início de cada espetáculo

E as Arenas Cariocas – 4 sessões

Dia 24 de abril – domingo

Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha
Endereço: Rua Soldado Eliseu Hipólito, 138esquina com Av.Litorânea – Pedra de Guaratiba – Tel:  3404-7980
Horário: às 15h
Capacidade: 330 lugares sentados (8 destinados a cadeirantes)
Duração do espetáculo: 60 minutos
Faixa etária: livre – recomendado para crianças de 5 a 12 anos
Entrada franca

Dia 30 de abril- sábado

Arena Carioca Jovelina Pérola Negra
Endereço: Praça Ênio, s/nº, Pavuna. – Tel:  2886-3889
Horário: às 15h
Capacidade: 308 pessoas sentadas (sendo oito destinadas a cadeirantes)
Duração do espetáculo: 60 minutos
Faixa etária: livre – recomendado para crianças de 5 a 12 anos
Entrada franca

Dia 13 de maio – sexta-feira

Arena Carioca Fernando Torres
Endereço: Rua Soares Caldeira, 115 – Parque Madureira – Tel: 3495-3093
Horário: às 15h
Capacidade: 408 pessoas sentadas (sendo oito destinadas a cadeirantes)
Duração do espetáculo: 60 minutos
Faixa etária: livre – recomendado para crianças de 5 a 12 anos
Entrada franca

Dia 28 de maio- sábado

Arena Carioca Dicró – Carlos Roberto de Oliveira
Endereço: Parque Ary Barroso, Rua Flora Lobo – Penha. Tel: 3486-7643Capacidade: 338 pessoas sentadas (sendo oito destinadas a cadeirantes)
Horário: 16h
Duração do espetáculo: 60 minutos
Faixa etária: livre – recomendado para crianças de 5 a 12 anos
Entrada franca

DEIXE UM COMENTÁRIO