Montblanc exibe obras da Cutting Edge Art Collection  no St. Moritz Art Masters

Três novos trabalhos podem ser vistos no evento de arte anual da Suíça

A Montblanc volta ao St Moritz Art Masters, festival internacional de arte e cultura que acontece ao redor das idílicas montanhas da Suíça de 21 a 30 de agosto. Os visitantes serão convidados a conhecer os trabalhos da Montblanc Cutting Edge Art Collection enquanto participam do  “Walk of Art”, uma rota que leva ao descobrimento da arte  pelas salas de exposição do Engadin.

A 8a. Edição do St Moritz Art Masters celebra o melhor da arte italiana. Exposições, workshops, encontros e conferências ilustram os caminhos pelos  quais a criatividade italiana influenciou o desenvolvimento da Europa e o restante do mundo no século 20.

Refletindo o foco do St Moritz Art Masters 2015 na Itália e seu legado artístico, Montblanc selecionou três trabalhos de sua coleção criada por artistas italianos.  Criados por Monica Bonvicini, Piero Golia e Luca Trevisani, os trabalhos fazem parte da Montblanc Cutting Edge Art Collection, programa de arte patrocinada desenvolvido pela Montblanc com o objetivo de apoiar artistas plásticos talentosos, e serão exibidos no Kulm Hotel St. Moritz durante o festival.   

Desde 2002, Montblanc vem construindo uma diversificada coleção que compreende mais de 200 trabalhos de 170 artistas contemporâneos reconhecidos internacionalmente. Eles são convidados a dar a sua interpretação pessoal e artística do mundialmente famoso emblema Montblanc com sua própria linguagem visual.  

Muitos desses artistas estavam no início da carreira quando aderiram ao projeto e hoje gozam de prestígio internacional, entre eles Jean Marc Bustamante, Thomas Demand, Fang Lijun, Stephan Huber, Jonathan Meese, Jorge Pardo, Daniel Pflumm e Sylvie Fleury.

“Com raízes profundas na cultura da escrita, uma das mais importantes expressões da civilização humana, Montblanc sempre apoiou as artes e a cultura”, explica Jérôme Lambert, CEO da Montblanc. “Nós acreditamos na importância de tornar os trabalhos desses talentosos artistas acessíveis para plateias do mundo inteiro, para que mais pessoas possam apreciar e ser inspiradas por eles. Como parte do nosso permanente compromisso com as artes, nós estamos felizes de participar desse evento único, dando aos visitantes a oportunidade de entrar em contato com peças de artistas que a Fundação Cultural Montblanc tem apoiado há anos”.

Embora os três trabalhos reflitam o tema italiano do St Moritz Art Masters, cada um deles expressa a identidade e o caráter artístico únicos do seu criador. A provocante instalação “Chainmail”  de Monica Bonvicini faz uso do lado fetichista de matérias provenientes de indústria da construção, incluindo aço, correntes e couro, para criar uma interpretação imponente do poder masculino. Com  “Notturno”, Piero Golia procura convencer o espectador de uma nova realidade: ele mostra uma fotografia manipulada de uma paisagem que é iluminada por vários sóis, como se fosse um planeta do conto de ficção de Isaac Asimov “Nightfall”, com um dos sóis crescentes tomando a forma do emblema Montblanc. Usando filigrana feita a partir de materiais do cotidiano, “\ / \ / \ / \ /,” por Luca Trevisani, é uma elegante composição de escalas,  usando o emblema Montblanc de couro cortado na Montblanc Pelleteria perto de Florença. O efeito é um hipnotizante convite para a visão de mundo do artista.

DEIXE UM COMENTÁRIO