Mercedes-Benz Challenge: campeonato chega à metade da temporada com extremo equilíbrio

Sena/Campos, da C 250: vitória impecável no Sul dos novos candidatos ao título
Sena/Campos, da C 250: vitória impecável no Sul dos novos candidatos ao título
  • Disputa acirrada faz da temporada uma das mais emocionantes até hoje 
  • Nas duas categorias não há favoritos destacados e os candidatos ao título são muitos
  • Na C 250 Cup, as quatro etapas realizadas tiveram vencedores diferentes
  • CLA AMG Cup tem três vencedores nas quatro provas. Somente o líder venceu duas vezes

Passadas quatro das oito etapas da temporada 2015 do Mercedes-Benz Challenge, pilotos e equipes têm apenas uma certeza: tanto na categoria CLA AMG Cup quanto na C 250 Cup quem quiser ser candidato ao título terá que trabalhar muito e exibir na pista o máximo nível de pilotagem. No cenário das duas categorias, até o momento apenas um piloto – Adriano Rabelo (CE), da equipe Cordova Motorsport – conseguiu vencer duas provas. E, mesmo assim, sob intenso ataque da concorrência. A temporada 2015 tem tudo para se configurar a mais competitiva da história do evento.

Rabelo realmente teve um início de ano destacado, faturando as etapas de Goiânia (GO) e Ribeirão Preto (SP), andando sempre no limite. Nas provas seguintes, o que se viu foi o crescimento de vários concorrentes, entre eles o gaúcho Fernando Júnior. Vencedor da terceira etapa (Curitiba-PR), Fernando é o segundo colocado na tabela e permanece como a principal ameaça ao líder. Outro nome em ascensão é Pierre Ventura, também gaúcho, que venceu a etapa de Santa Cruz do Sul (RS) depois que seu conterrâneo – que liderava a competição – perdeu rendimento nas voltas finais.

Grande momento – A categoria C 250 Cup vive um ano emocionante. Com vencedores diferentes em cada etapa, a competição vê surgir a cada corrida um novo candidato ao título. Além de ter um vencedor diferente por corrida, o torneio tem no capixaba Betinho Sartório o terceiro nome a ocupar a dianteira na pontuação. Sartório assumiu a ponta ao vencer a terceira etapa (Curitiba). O piloto de Vitória tem em sua própria equipe – a Paioli Racing – outros nomes com potencial para roubar-lhe o protagonismo na briga pelo título.

Dois deles são da dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk, que venceu a primeira corrida do ano (Goiânia). No entanto, perderam a liderança na corrida seguinte (Ribeirão Preto-SP), vencida por Peter Michel Gottschalk – filho do parceiro de Paioli. Foi quando o piloto local Márcio Basso (equipe Center Bus Sambaíba Racing) aproveitou uma combinação de resultados para tomar a dianteira na tabela. Com um segundo e um terceiro lugar, Basso passaria a líder do campeonato.

Após a quarta corrida, realizada em Santa Cruz do Sul no último domingo (28/6), todos passaram a ficar de olho na dupla formada pelo gaúcho Luiz Sena Júnior e o baiano Cleiton Campos, da equipe porto-alegrense WCR. A dupla venceu a prova, impondo um forte ritmo desde a largada, o que a colocou na vice-liderança do campeonato. Na ocasião, Sena Júnior avisou: “Vencer é bom, mas nós corremos pelo título”.

A próxima etapa do Mercedes-Benz Challenge será disputada no dia 16 de agosto, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). Mais informações sobre a competição estão disponíveis em www.mbchallenge.com.br.

Classificação do Mercedes-Benz Challenge após quatro etapas:

CLA AMG CUP
1 – Adriano Rabelo, 68 pontos
2 – Fernando Júnior, 60 pontos
3 – Cristian Mohr, 47 pontos
4 – Pierre Ventura, 44 pontos
5 – Arnaldo Diniz Filho, 39 pontos
6 – Cesare Marrucci, 30 pontos
7 – Cesar Fonseca, 27 pontos
8 – Neto De Nigri, 26 pontos
9 – Carlos Kray, 25 pontos
10 – Peter Ferter, 25 pontos
11 – Roger Sandoval, 22 pontos
12 – Victor Amorim/Fernando Amorim, 18 pontos
13 – Luiz Carlos Ribeiro e Fernando Poeta, 17 pontos
14 – Marcelo Hahn e Guilherme Daudt, 13 pontos
15 – Rodnei Felício e Danilo Pinto, 9 pontos
16 – Betão Fonseca, 8 pontos
17 – Otávio Mesquita, 7 pontos
18 – Fernando Fortes, 4 pontos
19 – Paulo Totaro, 3 pontos
20 – Lorenzo Varassin/Paulo Varassin, 3 pontos

C 250 CUP
1 – Betinho Sartório, 63 pontos
2 – Luiz Sena Júnior/Cleiton Campos, 57 pontos
3 – Marcos Paioli/Peter Gottschalk e Márcio Basso, 54 pontos
4 – Peter Michel Gottschalk, 42 pontos
5 – Christian Germano, 39 pontos
6 – Max Mohr, 30 pontos
7 – Flavio Andrade, 29 pontos
8 – Beto Rossi e Edson Ferreira, 28 pontos
9 – Claudio Simão, 18 pontos
10 – Theo De Nigris/Thiago De Nigris, 16 pontos
11 – Bruno Mesquita, 11 pontos
12 – Roberto Santos, 9 pontos
13 – Maurício Lund, 8 pontos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui