A Meliá Hotels International anunciou a assinatura de três hotéis espetaculares na semana passada, na Conferência Árabe de Investimento Hoteleiro (AHIC). Dois deles serão os primeiros da companhia em novos destinos, o Gran Meliá Maldives, nas ilhas Maldivas, e o Meliá Almaty, no Cazaquistão, enquanto o terceiro, o Meliá Serengeti, será o primeiro lodge da rede no coração da savana africana.

O Meliá Serengeti Lodge ficará na encosta da colina de Nyamuma, na Tanzânia, com uma vista espetacular para o rio Mbalageti, um ponto estratégico para observar a migração anual de gnus-azuis, leões, leopardos e zebras. Com abertura programada para junho de 2017, o hotel foi projetado com inspiração na integração com o ambiente natural, proporcionando uma experiência africana única e privilegiada com muito luxo.

O empreendimento terá 50 quartos, além de lounges, restaurantes, piscina infinita e áreas abertas para churrasco. Será o primeiro hotel da companhia a operar de forma completamente sustentável, com sua localização remota criando a oportunidade perfeita para construir um hotel de última geração, que dependerá apenas de combustíveis fósseis para abastecimento energético de emergência.

Os quartos foram desenhados estrategicamente em relação a isolamento e ventilação, e todos os materiais avaliados em relação à sua emissão de carbono. Painéis solares serão complementados por um sistema de geração de biogás. Além disso, a água da chuva será coletada e tratada para tornar-se potável.

Meliá Almaty
Meliá Almaty

Por sua vez, o Gran Meliá Maldives ficará em Kalhudiyafushi, em Thaa, e deverá estar em funcionamento em outubro de 2017. Conhecido por seu turismo de pesca e um dos destinos mais luxuosos das Maldivas, é um dos mais exclusivos refúgios turísticos do mundo, localizado em pleno Oceano Índico. Ao longo do recife de coral intocado, o hotel terá 95 villas privativas incluindo 100 quartos, assim como três restaurantes, um bar e cafeteria, spa, centro de lazer e diversas lojas. Além disso, eventos privados e jantares românticos poderão ser realizados em uma ilha particular próxima.

O Meliá Almaty ficará na maior cidade do Cazaquistão, país que almeja se tornar uma das 30 maiores economias do mundo até 2050. Por isso, é um destino ideal para abrir um hotel Meliá especializado em viagens corporativas e congressos. Com 250 quartos, design inovador e uma estrutura de vidro e aço, será aberto em 2018. Também oferecerá um restaurante, bar, lounge, spa e fitness center, assim como salas de reunião. Todas essas instalações, juntamente com os altos padrões dos hotéis urbanos da Meliá, tornarão o Meliá Almaty um dos melhores da cidade.

A equipe de desenvolvimento hoteleiro da rede no Oriente Médio e a diretora de expansão da Meliá, Maria Zarraluqui, participaram da mais importante conferência de investimento hoteleiro da região, aproveitando a ocasião para encontrar os proprietários dos novos hotéis: Huravee International, das Maldivas, ASICO, do Cazaquistão, e Albwardi Investments, que já é uma parceira bem-sucedida em Dubai.

Atualmente, a Meliá opera dois hotéis em Dubai e Qatar, e tem dez outros em fase de preparação na região, que devem abrir entre 2017 e 2020. As propriedades serão gerenciadas sob o conceito das marcas Melia, ME by Meliá, Innside by Melia e Gran Meliá. Os Emirados Árabes Unidos e o Conselho de Cooperação do Golfo estão se tornando cada vez mais um centro estratégico para os negócios entre países ocidentais e orientais.