Mário Camargo chega ao Rio em exposição de fotos e obras artísticas

Ônibus Guatemala (foto: Mario Camargo)
Ônibus Guatemala (foto: Mario Camargo)

A exposição “Além dos desejos esquecidos”, de Mário Camargo e curadoria de Marilou Winograd chega ao Centro Cultural Correios no dia 18 de maio. Em sua viagem à América Central, na Guatemala, o artista se depara com a arquitetura de civilizações extintas, em meio a uma explosão de cores e expressões étnicas, fio condutor para o novo trabalho reproduzido em fotos e pinturas.

Deixando de lado o olhar de viajante, Mário confere, observa, registra e se emociona com a cultura e expressões artísticas dos descendentes Maias, com destaque aos transportes coletivos, que comprados de segunda mão recebem pinturas características das etnias de seus donos.

“Fui relembrando uma imagem da infância de uma selva, que engole uma civilização, no caso a civilização Maia. Depois em outra cidade guatemalteca, vejo ressurgir os ônibus que são na verdade obras de arte urbana em movimento. Meu instinto artístico fez com que eu me entusiasmasse por este espetáculo visual e então comecei a fotografar e a pintar”, afirma Mário. 

Ônibus amarelo (foto: Mario Camargo)
Ônibus amarelo (foto: Mario Camargo)

O título da exposição faz alusão às memórias do inconsciente, onde fotos e imagens se manifestam sob a forma de arte. Memórias essas que levarão o público a imersão nas obras de Mário onde cores, traços, fotos e sobreposições contribuem para a exposição distribuída em 12 telas abstratas (tinta acrílica e outras técnicas) e 30 fotos.

Para Ruy Sampaio, membro da Associação Internacional de Críticos de Arte, nesse encontro com a Cultura Maia, o artista descarta todo um previsível lote de referências formalmente gratificantes, para adentrar a indagação antropológica.

Mário Camargo, usual da pintura abstrata contemporânea, contabiliza 19 exposições individuais distribuídas em estados brasileiros e países como França, Itália e USA (Miami e Nova York) e 21 coletivas, também em espaços internacionais como Chile, Argentina, Portugal, Cuba e França, além de prêmios de viagem à França, USA e Chile.

“Como fala Stendhal, sou um viajante e não um turista, por isso sem perceber imediatamente, enquanto fotografo, o meu interesse passa ser em usar as fotos como uso a tinta e os ônibus deixaram de ser ônibus e passaram a ser arte/telas”, finaliza Mário Camargo.

SERVIÇO:

“Além dos desejos esquecidos”, de Mário Camargo.
Dia 18 de maio – Lançamento às 19h.
Exposição: 19 de maio a 17 de julho, de terça a domingo, das 12h às 19h.
12 telas (tinta acrílica e outras técnicas) e 30 fotos.
Curadoria: Marilou Winograd
Centro Cultural Correios – Rua Visconde de Itaboraí, n⁰20 – Centro.
Entrada Gratuita