Maria Madalena na Lapa

O espetáculo “Maria Madalena” surge a partir da crueldade do pensador, teatrólogo e poeta francês Antonin Artaud

A proposta é deflagrar a opressão sofrida pela mulher desde o início dos tempos, desde as primeiras escrituras e que reverbera na sociedade até os dias de hoje. 

Tomamos como ponto de partida a personagem bíblica Maria Madalena, sua trajetória e suas dificuldades em viver de acordo com sua própria vontade.

Consideramos fatos onde o fanatismo e a intolerância religiosa massacram mulheres pelo mundo. Essa junção resultou no espetáculo daCia Teatro Vivo “Maria Madalena”.

O teatro nunca é cruel. No palco se reflete a crueldade do homem pelas atrizes.

Com textos da feminista Vera Kollontai e adaptação do diretor Rodrigo Carvalho a peça se inicia com um ode a ignorância, logo as atrizes tomam forma de várias Marias Madalenas. 

O objetivo do espetáculo não é agradar. O prazer aqui é um meio; Nossa finalidade é elevar.

Sinopse
Quatro mulheres. Quatro Marias que se transformam em milhões de Marias ao longo da peça. A história de Maria Madalena aparece em fragmentos e se contrapõe com cenas da atualidade. As quatro Marias, passam por todos os problemas que a personagem bíblica passou como: Preconceito, autoritarismo, humilhação. Um espetáculo fragmentado que tem como princípio ético provocar e levar o público à reflexão.

Serviço :
Datas : 5, 12 19 e  26 de Novembro às 20:00 horas , no Hostel Banana Z – Rua Sílvio Romero  57 – Lapa- Rio de Janeiro.

Valor do ingresso: R$ 20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia)

Ficha Técnica :
Texto :Vera Kollontai e Rodrigo Carvalho
Adaptação e Direção: Rodrigo Carvalho
Cenário: Éllen Rambo
Iluminação: Arthur Sousa
Figurino: Renata Chemin
Produção: Cia Teatro Vivo
ELENCO: Bruna Dóllor / Éllen Rambo /Luciana Albertin /Marcela Vasconcellos

DEIXE UM COMENTÁRIO