Marcos Sobrinho dança sua Carmen Miranda na Oficina Cultural Oswald de Andrade

foto: Rafael Petri
foto: Rafael Petri

A Oficina Cultural Oswald de Andrade recebe “Um poema para Carmen”, solo do bailarino e coreógrafo Marcos Sobrinho sobre o universo da Carmen Miranda (1909-1955), nos próximos dias 17 e 18 de junho (sexta e sábado), às 20h30. A entrada é gratuita e os ingressos começam a ser distribuídos uma hora antes da apresentação.

Pautada por experimentações no campo da dança, das artes visuais e da música, a performance aciona reflexões sobre os estereótipos e arquétipos que envolvem o imaginário popular a respeito da “pequena notável” Carmen Miranda, artista ícone da cultura brasileira, que conquistou sucesso internacional e estabeleceu, nas representações contidas em sua imagem, músicas e performance, relações com a identidade nacional. “Apesar de ser uma cantora, quando falamos em Carmen Miranda, nossa memória nos remete primeiro a sua imagem emblemática; lembramos dos figurinos e dos símbolos presentes em seu trabalho”, ressalta o bailarino.

Marcos Sobrinho parte de um objeto – o figurino que se transforma em cenário – para explorar a relação entre visual e movimento. Não por acaso, as células coreográficas nascem a partir da dificuldade que o próprio figurino impõe. “Carmen conquistou o mundo com seu modo de expressão singular que logo a fixou numa idéia de brasilidade – quase um clichê do que é ser brasileiro -, da qual não pôde mais escapar, e o trabalho traduz um pouco disso também”, revela Marcos Sobrinho.

A trilha sonora do espetáculo traz músicas originais reproduzidas na voz da cantora e outras interpretadas ao vivo pelo próprio Marcos Sobrinho na companhia dos músicos Luiz Cláudio Sousa, Edson Silva e Franck Oberson, em releitura jazzística.

Ao perpassar um tipo de memória que se sustenta, sobretudo, por meio da invenção de um campo de vivências e atravessamentos que compõem um registro para além da vida de Carmen Miranda, “Um poema para Carmen” faz expandir não somente os sentidos decorrentes de uma ideia de brasilidade mas, principalmente, de um modo poético de lidar com a vida.

A apresentação é parte de projeto contemplado pelo 19º edital do Programa de Fomento à Dança.

Serviço: Um poema para Carmen”, com Núcleo de Dança e Performance Marcos Sobrinho
Dias 17 e 18/06 (sexta e sábado, 20h30)
Oficina Cultural Oswald de Andrade (Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro)
Ingressos: gratuito (retirar ingresso com 1 hora de antecedência)
Capacidade: 40 lugares
Classificação indicativa: livre

FICHA TÉCNICA
Concepção, Dramaturgia e Performance – Marcos Sobrinho
Músicos – Luiz Cláudio Sousa, Edson Silva e Franck Oberson 
Intervenções Dramatúrgicas – Talita Alcalá Vinagre
Figurino – Tereza Monteiro
Criação e Operação de Luz – Rafael Petri
Design de Som e Vídeo -Téo Ponciani
Produção Executiva – Rafael Petri
Direção Geral – Marcos Sobrinho

DEIXE UM COMENTÁRIO