Lançamento “Manual do Medo”

A proposta é diferente.

“Venho tentando explicar o formato e o processo dessa publicação. Não é muito usual, mas gostei da ideia.”

A autora Nara Vidal decidiu disponibilizar parte do seu mais novo livro infantojuvenil para baixar grutuitamente na internet e a partir daí, contar histórias de medo e mistério.

Para isso, Nara organizou um evento virtual no Facebook no dia 7 de outubro às 10 da manhã. Durante o dia, as pessoas vão poder baixar a introdução do livro e o primeiro caso de mistério. E aí vem a diversão: para saber o que realmente aconteceu e descobrir a verdade, o leitor vai comprar o próximo conto que vem junto com o próximo mistério e por aí vai. O valor será muito baixo, já que a ideia da autora é atrair leitores.

As histórias foram escritas enquanto Nara morava em uma casa no interior da Inglaterra que dava a impressão de ser mal-assombrada.

“Escrevi muitos contos de medo naquela casa. Era propícia. Soube de coisas impressionantes que aconteceram lá. A casa está naquela terreno desde 1490. Imaginem quanta coisa já passou por aqueles ares? Eu não acredito em fantasmas, mas me envolvo com histórias de medo. Como eu posso explicar, por exemplo, o dia que ouvi nitidamente um som de piano vindo do porão da casa? E não, na casa não tinha piano e eu estava sozinha… Até onde sei.”

Nara chegou a oferecer o material às editoras tradicionais, mas com a crise no setor não conseguiu fechar nenhum acordo.

“Apesar disso, estou adorando a ideia de fazer algo independente e diferente. Acho atraente a ideia de seguir o livro. É exatamente isso que pretendo. Quero que os jovens leitores aguardem pelo próximo conto e depois o outro e depois o próximo!”

As ilustrações instigantes e originais são do artista inglês Karl Speller, parceiro de Nara Vidal em outro livro infantil programado para este ano. (“Cadê o Sono” Ed Cuore)

“Espero que muita gente ‘compareça’ no dia 7 de outubro. Pode chegar inclusive de pijamas!”

“Manual do medo” estará disponível parcialmente para download a partir de 7 de outubro.

DEIXE UM COMENTÁRIO