Kingsman: um cômico festival de clichês

Kingsman
Kingsman
Kingsman
Kingsman

Os criadores de Kingsman beberam (e muito) na fonte de Ian Flemming. A produção faz referências explícitas aos filmes de James Bond. No entanto, a inspiração não para por aí, e menções en-passant de outros famosos agentes secretos, como Jason Bourne e Jack Bauer também se fazem presentes. A tônica do filme é, portanto como a de qualquer outro do tipo: repleto de muita ação, explosão, suspense e violência, acrescidos de boas pitadas de humor. Talvez este seja o grande diferencial de Kingsman, que além de lançar mão de todos os clichês possíveis, também ironiza e satiriza os mesmos. É um filme de espionagem que zomba dos filmes de espionagem, não deixando ele próprio de ser também mais um filme do gênero.

Eggsy (Taron Egerton) é um jovem desvirtuado, com uma família problemática. Seu passado se confunde com o de Galahad (Colin Firth), que é um agente secreto da Kingsman, cuja vida foi salva pelo falecido pai de Eggsy. Quando um agente do grupo secreto morre em uma missão, é aberta a seleção para recrutar um novo espião. Galahad indica Eggsy para o treinamento, como uma forma de recompensar a perda do pai no passado. Nesse meio tempo, o (impecável) Samuel L. Jackson, interpretando o papel de um milionário e doido varrido de língua-presa (Valentine) arquiteta um mega-plano de “controle populacional” que reside em colocar as pessoas para brigar e se matar, sem que as mesmas tenham a consciência de seus atos. Os agentes da Kingsman vão então atrás de Valentine para dar fim ao plano mirabolante que ele chama de “seleção natural”.

Kingsman
Kingsman

O filme é uma adaptação da HQ homônima, concebida pelo próprio Matthew Vaughn, diretor da presente trama. A forma como o filme se desenvolve, quase sempre teatral e dinâmica, permeado de cenas improváveis, faz com que o espectador se sinta envolto pelo universo dos quadrinhos. O livro, em versão capa dura, e editado pela Panini, já pode ser encontrado em português nas livrarias de grande porte, e também na internet.

Kingsman
Kingsman

Se por um lado Kingsman ganha pontos por reverenciar os clássicos, por outro perde em reproduzir o machismo e sexismo exacerbado, característico das produções mais antigas, chegando até mesmo a colocar erroneamente a mulher na posição de prêmio a ser conquistado pelo herói. À parte este ponto negativo, Kingsman é dever de casa obrigatório para os fanáticos pelo gênero.

Ficha técnica:

Título: Kingsman: Serviço Secreto
Título original: Kingsman: The Secret Service
Ano: 2014
Direção: Matthew Vaughn
Roteiro: Matthew Vaughn, Jane Goldman
Elenco: Colin Firth, Taron Egerton, Samuel L. Jackson, Michael Caine

Historiador e Especialista em Arquivologia. Escritor nas horas vagas. Afeito a temas relacionados a literatura, música, cinema, TV, arte e cultura de uma maneira geral.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui