Musical infantil “O Elixir do Amor”, no Galpão Gamboa

Peça criada a partir da ópera L’Elisir d’Amore, do compositor Gaetano Donizetti, foi adaptada para os pampas gaúchos por Vanessa Dantas e Josimar Carneiro

Kiko do Valle e Marino Rocha (foto: Dalton Valerio)
Kiko do Valle e Marino Rocha (foto: Dalton Valerio)

Sucesso de público e crítica, o premiado musical infantil O Elixir do Amor está de volta aos palcos dois anos após a sua estreia no Teatro do Jockey. Entre 2 e 24 de julho, o Galpão Gamboa recebe a montagem adaptada por Vanessa Dantas e Josimar Carneiro a partir da ópera L’Elisir d’Amore, do compositor italiano Gaetano Donizetti. A direção é de Daniel Herz. O projeto O Elixir do Amor integra o Circuito Cultural Rio, idealizado pela Secretaria Municipal de Cultura e pela Prefeitura do Rio, para a programação cultural dos períodos Olímpico e Paralímpico, que vai de maio a setembro de 2016.

A ópera O Elixir do Amor é considerada uma das melhores obras de Donizetti, um delicado equilíbrio entre a farsa e o romantismo. A ação se passa durante o período das colheitas, na Itália do século XIX. Na montagem criada por Vanessa e Josimar, a dramaturgia foi transposta para uma estância no pampa, revelando os costumes, as tradições e o folclore dos campos gaúchos. A adaptação teve como fonte de inspiração os contos do folclorista João Simões Lopes Neto e o Cancioneiro Gaúcho – uma compilação das trovas de descante pertencentes à tradição oral gaúcha.   

O cenário e os figurinos primam pela pesquisa de resgate da tradição gauchesca e levam à cena a mesma qualidade das grandes produções operísticas. Em cena, dez atores contam e cantam a história de amor ambientada numa estância gaúcha: Kiko do Valle, Clara Verdier, Marino Rocha, Gabriel Stauffer, Carol Garcia, Isabela Rescala, Saulo Vignoli, Joana Saraiva, Roberto Bahal e João Bouhid.

Após um profundo mergulho na partitura de G. Donizetti, a direção musical de Josimar Carneiro mistura o clássico com o popular brasileiro, mas é fiel à essência melódica do original. Respeitando a ambientação no Pampa, a peça traz à cena as mais conhecidas árias, duetos, conjuntos e coros da ópera. Os números musicais são tocados e cantados ao vivo pelo elenco ao som de acordeão, violão, violoncelo, viola, flauta transversa e flautim.

O vaqueiro Nemorino suspira de amor por sua patroa Adina. A caprichosa moça, ao perceber os seus suspiros, tenta lhe provocar ciúmes comprometendo-se com o pomposo sargento Belcore. Desesperado, Nemorino procura o doutor Dulcamara, um médico ambulante que acaba de chegar na estância vendendo poções mágicas como sendo capazes de curar todos os males. O ingênuo rapaz pede ao doutor uma poção que lhe ajude a despertar os sentimentos da sua amada. O doutor, um charlatão, vende-lhe o miraculoso elixir do amor como sendo uma poção mágica, mas que na verdade não passa de uma bebida sem efeito mágico algum.

O musical O Elixir do Amor faz parte de uma pesquisa teatral da atriz e autora Vanessa Dantas, na qual o clássico e o popular se misturam em cena. Depois dos premiados musicais infantojuvenis O barbeiro de Ervilha e A Borralheira – Uma Opereta Brasileira – ambas adaptações de óperas italianas transpostas para diferentes regiões do Brasil – a artista trouxe para os palcos O Elixir do Amor com dramaturgia voltada para os pampas do Rio Grande do Sul.

O Elixir do Amor estreou em 2014, no Centro de Referência Cultura Infância Teatro Municipal do Jockey, no Rio de Janeiro. No mesmo ano, a montagem foi indicada em 16 categorias entre as principais premiações de teatro infantojuvenil do Rio de Janeiro. A produção foi agraciada com os prêmios Botequim Cultural (Melhor Espetáculo pelo voto popular), Zilka Sallaberry (Melhor Iluminação) e CBTIJ (Melhor Produção, Cenário, Música e Figurino).

Sinopse: A história se passa em uma estância no pampa gaúcho e conta como o miraculoso elixir do amor, poção mágica destilada pelo charlatão doutor Dulcamara, fez com que o apaixonado vaqueiro Nemorino ganhasse o coração da sua inconquistável patroa Adina.

FICHA TÉCNICA

O Elixir do Amor
Da ópera L Elisir d Amore, de Gaetano Donizetti
Adaptação do Libreto: Vanessa Dantas e Josimar Carneiro
Direção: Daniel Herz
Dramaturgia Original: Vanessa Dantas
Direção Musical: Josimar Carneiro
Arranjos: Josimar Carneiro e Jayme Vignoli
Direção de Movimento: Marcia Rubin
Idealização do Projeto: Vanessa Dantas e Daniel Herz
Diretora Assistente: Clarissa Kahane
Diretor Musical Assistente: Jayme Vignoli 
Direção de Produção: Ana Lelis

Elenco: Kiko do Valle (Nemorino), Clara Verdier (Adina), Marino Rocha (Doutor Dulcamara), Gabriel Stauffer (Belcore), Carol Garcia (Gianetta), Isabela Rescala (Serafina), Saulo Vignoli (Donizetti), Joana Saraiva (Gaetana), Roberto Bahal (Padre) e João Bouhid (Coroinha)

Acordeão: Roberto Bahal
Violão: João Bouhid
Violoncello: Saulo Vignoli
Flautas: Joana Saraiva
Cenografia, Objetos Cênicos, Adereços, Bonecos: Glauco Bernardi
Figurinos, Adereços, Visagismo: Heloisa Frederico
Iluminação: Aurélio de Simoni
Preparação Vocal: Chiara Santoro
Designer de Som: Branco Ferreira
Ensaiador: Roberto Bahal
Caracterização: Luiz Bellini
Tema da Música de Abertura Minha Terra: Josimar Carneiro
Assessoria Dramatúrgica de Sotaque Regional Gaúcho: Maria Carolina Ribeiro
Assessoria de Sotaque, Cultura e Tradição Regional Gaúcha: Luiziane Fortes
Design Gráfico: Leonardo Miranda
Fotografia: Dalton Valério

SERVIÇO

Espetáculo: Elixir do Amor
Temporada: 02 a 24 de julho.
Dias e horários: Sábados e domingos, às 16h.
Local: Galpão Gamboa (Rua da Gamboa, 279).
Ingressos: R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,50 (meia).
Classificação etária: Livre (indicado para crianças a partir de seis anos).
Capacidade: 80 lugares.
Duração: 60 minutos.

Venda antecipada:
Galpão Gamboa – Rua da Gamboa, 279. De 3ª a 6ª, das 14 às 18h.
Pequena Central – Rua Conde de Irajá, 98. De 3ª a 6ª, das 14 às 18h.
Informações: (21) 98460-1350 | 98460-1351 | www.galpaogamboa.com.br

DEIXE UM COMENTÁRIO