Jeito Carioca promove a noite do funk na Lapa

Espaço para todas as tribos recebe, além do funk carioca, o trap, hip hop e o black. Mulheres com entrada vip até meia-noite.

Jeito carioca (foto: Diego Rocha)

O Jeito Carioca, novo espaço para festas e shows da Lapa, vai entrar no ritmo do funk. A casa recebe o batidão no próximo dia 26, a partir das 21h. Os DJs Alex Lopes e Fly vão colocar todos para descer até o chão relembrando clássicos dos bailes e, claro, sucessos da atualidade. A zoeira não vai deixar ninguém parado. Além do pancadão, muito hip hop, black e trap agitam a noite. 

Localizado próximo aos Arcos da Lapa, o casarão de três andares e 1000 metros quadrados chama atenção pelo charme da arquitetura de época na fachada. No interior, pedras expostas na parede contrastam com estruturas de metal e a iluminação da casa. Logo na entrada, um amplo salão convida todos para dançar. Para ganhar mais espaço na pista, os DJs e bandas se apresentam em uma estrutura suspensa com visão para todos os lados. O primeiro ambiente conta um amplo bar comandado pelo bartender Juan Nahuel, que criará deliciosas caipirinhas de variados sabores e ainda oferecerá uma carta de drinks diversificada.

O clima de boemia que vigora na Lapa é percebido em cada detalhe do ambiente. No lounge do primeiro andar, a reprodução dos Arcos da Lapa nas paredes ganha design especial, que se integra aos puffs cuidadosamente colocados para quem quiser descansar ou curtir a luz da lua, já que o espaço é aberto e dá para ver as estrelas.

Serviço

Jeito Carioca 
Noite do funk carioca
Data: 26/08
Horário: a partir das 21h
Rua do Riachuelo, 15 – Lapa 
Tel.: (21) 97929-3344
Funcionamento: Consultar a agenda nas redes sociais e site.
e-mail: contato@espacojeitocarioca.com,br
Site: www.espacojeitocarioca.com.br
Redes sociais: fb/jeitocariocaoficial instagram: @jeitocariocaoficial

Valor da entrada: a venda dos ingressos será feita no local
Até meia-noite: mulheres vip;  homem custa R$ 10.
Após meia-noite: mulheres pagam R$ 20 e homens R$ 30

DEIXE UM COMENTÁRIO