Expo gratuita Transliteração de Rorian Guimarães

Abertura 4 de outubro

O artista plástico Rorian Woelpl Guimarães é um dos pioneiros da arte digital no Brasil. Em 1987, criou a exposição “FRACTALS, a Realidade do Inimaginável” no Museu da Imagem e do Som de São Paulo.  Em 2010, lançou a “ART GRAPHITE”, uma mostra virtual em forma de aplicativo com 21 obras e acesso exclusivo pelo iPhone e Ipad que continua disponível na loja da Apple com downloads vindos, na maioria da França e dos Estados Unidos.   Roteirista e diretor de vídeo, ele navega também pelo mundo offline, dedicando-se ao desenho e à pintura. No dia 04 de outubro, Rorian Woepl Guimarães inaugura sua nona individual, “Transliteração” na Galeria de Artes do Clube Militar. A exposição Transliteração apresenta desenhos e pinturas do artista realizados entre 2015 e 2016.

Na definição da curadora da exposição, a museóloga do Museu de Arte Contemporânea da USP, Vera Filinto, “A exposição Transliteração apresenta a atuação de Rorian em uma dimensão próxima de seu processo de criação. Uma expografia diferente da convencional mostra anotações visuais e desenhos realizados pelo artista nos mais diversos locais e momentos: salas de espera, saguões de aeroportos, restaurantes. Ao invés dos desenhos emoldurados pendurados em paredes, esta parte da exposição revela formas surpreendentes saídas de folhas de cadernos, guardanapos, versos de papéis impressos, blocos de pequenas proporções, que via de regra são suportes para anotações visuais e ideias que brotam de forma inesperada e serão mais trabalhadas posteriormente ou serão a própria obra acabada. Em Transliteração, figurações, abstrações, obras acabadas e em processo, tudo tem lugar e está pronto para nos surpreender.

A exposição traz paisagens, onde montanhas e marinhas quase sempre servem de ambiência ao ser humano, e uma profusão de retratos, onde a cor assume papel relevante e, muitas vezes, destaca um elemento do rosto de forma a dar-lhe mais expressividade. A inspiração do artista vem da cidade do Rio de Janeiro e de mestres da pintura. “Vou fazendo uma espécie de ´engenharia reversa´ de mestres. Eu tenho os meus mestres primordiais e acabo indo atrás dos mestres dos meus mestres, além de suas referências e assim vou descobrindo novos mundos. Meus estudos mais recentes se referem a Delacroix e Watteau. Entre as minhas referências principais encontram-se: Gauguin, Vincent, Munch, Modigliani, Lautrec, Cézanne e Vlaminck. Também gosto muito de Courbet, Corot, Hals, Spies, Hammersoy, Leonardo, Vermeer e também a Escola Macchiaioli, Picasso e Turner.”, explica Rorian.

Rorian Guimarães é nascido no Rio de Janeiro, radicado em São Paulo, e atualmente divide-se entre as duas cidades. Expõe desde 1987: MIS SP, MAC de Campinas, Casa da Fazenda do Morumbi, entre outras instituições. A partir de 2010, vem criando retratos, paisagens e naturezas-mortas com diferentes técnicas e linguagens. Sua criação compreende trabalhos com economia de traços, outros com profusão de cores e matéria conferindo dramaticidade à composição. Recentemente sua produção abstrata vem ganhando espaço e importância. As emoções e a alma humana emergem em seus desenhos com intensidade incomum.

R o r i a n W o e l p l G u i m a r ã e s

 “TRANSLITERAÇÃO” – Espaço Cultural do Clube Militar-individual/2016

47º Salão de Belas Artes do Clube Naval/2016

“Rio Antigo, Memórias da Cidade” – Espaço Cultural do Clube Militar RJ- coletiva/2016

“CONFLUÊNCIAS” – Espaço Cultural do Clube Militar RJ- coletiva/2015

“MAGNITUDE 2015” – Academia Brasileira de Arte Cultura e História SP-individual/2015

62o Salão de Artes do Rio de Janeiro – Espaço Cultural do Clube Militar/2015 (Menção Honrosa)

“EXPOENTE CELESTE” – Espaço Cultural do Clube Militar RJ-individual/2014

“OS QUATRO HUMORES” – Oca das Artes – Academia Brasileira de Arte Cultura e História SP individual/

2014

61o Salão de Artes do Rio de Janeiro – Espaço Cultural do Clube Militar/2013

“SENSAÇÕES 2013” – Academia Brasileira de Arte Cultura e História -SP-individual/2013

“12 Girassóis, um Tributo à Johanna van Gogh” – Espaço Gallery D&D–individual/2012

“EXPRESSÕES 2011” – Espaço Gallery D&D-individual /2011

“ARTGRAPHITE” – iOS Applestore-individual/2010

“DIMENSÕES FRACTALS” – Museu de Arte Brasileira FAAP-individual colaborativa/1989

13o Salão de Arte Contemporãnea – Museu de Arte Contempoânea MAC Campinas/1988

“FRACTALS A REALIDADE DO INIMAGINÁVEL” – Museu da Imagem e do Som SP-individual colaborativa/1987

ROTEIRO

Exposição “Transliteração”

De 04 a 14 de outubro, de segunda a sábado, das 11h às 18h. Entrada franca.

Galeria de Artes do Clube Militar – Av. Rio Branco, 251

Curadoria: Vera Filinto –  Museóloga, trabalha no Museu de Arte Contemporânea da USP, São Paulo.

Entrada franca

DEIXE UM COMENTÁRIO