Campo de Santana: imenso jardim no Centro do Rio

Campo de Santana, na Praça da República - Foto: Cida Alves / Sopa Cultural

É no vai e vem dos automóveis e entre os prédios comerciais, que podemos ter contato com a natureza. O Campo de Santana, localizado na Praça da República, no Centro do Rio de Janeiro, tem uma beleza imensurável e, de alguma forma escondida, para quem passa correndo nos arredores do parque.

O local fica próximo à Central do Brasil, um dos pontos mais movimentados da cidade. Para quem tiver interesse em conhecer o parque e quiser utilizar o transporte público, há a estação de trem da Supervia e a do Metrô. Também há várias linhas de ônibus. O local fica perto das ruas de comércio popular.

Campo de Santan e o Relógio da Centra do Brasil - Foto: Cida Alves / Sopa Cultural
Campo de Santana e o Relógio da Centra do Brasil – Foto: Cida Alves / Sopa Cultural

A segurança no parque está reforçada, mas é preciso ficar atento, já que os furtos e arrastões são constantes nessas redondezas. Quem trabalha nas proximidades aconselha a não usar celular ou máquina fotográfica nas ruas próximas. O ideal é guardar os objetos dentro da bolsa.

A sensação de insegurança nas proximidades pode ser um dos fatores que acaba afastando os visitantes. Porém, os que arriscam tem a oportunidade de apreciar a beleza do imenso jardim, onde há animais, lagos, canais, grutas artificiais e esculturas históricas.

Cotias no Campo de Santana
Cotias no Campo de Santana – Foto: Cida Alves / Sopa Cultural

De dentro do parque é possível observar um dos símbolos do local, o imenso relógio da Central do Brasil, no Prédio Duque de Caxias.

O parque foi projetado por Auguste François Marie Glaziou e Francisco José Fialho, em 1880. Foi na Praça da República, em 1890, onde ocorreram as operações militares, responsáveis pela derrubada do último imperador. Por isso, o local recebeu esse nome.  

Serviço
Praça da República, s/n em frente à
Estação da Estrada de Ferro Central do Brasil –Centro

Visitação
Todos os dias de 09:00 às 17:00 horas