Histórias que vem das favelas

Projeto capacita jovens para levar arte de contar histórias para dentro das casas dos moradores das favelas cariocas.

Um grupo de jovens moradores de favelas cariocas estão sendo capacitados na arte de contar histórias. Além de receber formação específica, a trupe vai realizar  apresentações nas casas de moradores e instituições de ensino fomentando a cultura em diferentes comunidades. A iniciativa é do ator, produtor cultural e contador de histórias Leandro Pedro, a mesma foi contemplada no programa Territórios Culturais – Favela Criativa, parceria entre a Secretaria de Estado de Cultura do Rio com a Light.

As aulas acontecem no Morro do Turano, no Rio Comprido, zona norte do Rio. O grupo é formado por 12 jovens, com idades entre 15 e 29 anos. No curso ‘Brincar e Contar Histótias’ eles têm aulas de técnicas de contação de história e teatro. Ao total, a trupe realizará 15 apresentações criadas pelos próprios alunos e inspirados em narrativas populares, histórias das próprias comunidades e textos literários.

Com a iniciativa, Leandro Pedro quer levar sessões de histórias a diferentes comunidades como a que ele cresceu, a do Turano. O jovem ator, que sempre quis viver de teatro, chegou a desistir do sonho para seguir carreira tecnológica.  Descontente com a atuação profissional, Leandro redescobriu sua paixão ao criar a oficina “Brinca e Contar Histórias”, criada junto com sua amiga e ex-professora de literatura Andrea Ribeiro. A partir de então, Leandro largou seu emprego e criou uma produtora cultural com seu nome, a Leandro’s, investindo seu tempo em trabalhos lúdicos que envolvem a contação de histórias, arte-educação e literatura.

“Meu sonho era fazer algo ligado à arte, mas eu, menino pobre e morador da favela, iria fazer arte? Como eu iria sobreviver? Sempre tive a informação errônea de que artista não ganha dinheiro, principalmente artista pobre. Hoje luto para que barreiras sociais não sejam um fator determinante para acabar com os sonhos de qualquer criança, jovem ou adulto.” lembra o ator. 

As aulas acontecem às terças e quintas no Espaço Fazendo Arte ( CECOMAV), das18:30 às 20:30h.

DEIXE UM COMENTÁRIO