Grupo Armatrux comemora 25 anos no Rio de Janeiro

Thácht (foto: Nitro Imagens)
Thácht (foto: Nitro Imagens)

O Grupo mineiro Armatrux completa 25 anos de trajetória e apresenta, de 1° a 17 de abril, no Teatro Dulcina, o espetáculo  Thácht, direção e dramaturgia Eid Ribeiro. A peça é uma tragicomédia musical que consolida a linguagem própria da companhia e traz como referência o antigo teatro de variedades, com execução de trilha ao vivo em piano, violino e voz. O texto mostra fragmentos da vida dos artistas de variedades, Rufo – Cristiano Araújo, ganhador, por este trabalho, do Prêmio Sinparc de melhor ator 2015 – e Rafa – interpretado por Rogério Araújo. Os personagens vivem de suas recordações. “O diálogo, às vezes surreal, às vezes absurdo, provoca uma musicalidade única nas palavras”, afirma Eid Ribeiro.

Conversas sobre a condição humana referentes à velhice se misturam a vagas lembranças do picadeiro. O ator Eduardo Machado, interpreta Siboney, transformista e cantora, que ganha vida a partir das memórias da dupla e da curiosa presença de uma mulher de um atirador de facas. Com muito humor negro, os dois cômicos, Rafa e Rufo, desenvolvem um diálogo absurdo, usando de forma única a musicalidade nas palavras e instigando o imaginário do espectador. A direção e o traço dramatúrgico de Eid Ribeiro são pontos fortes que criam convergência com a linguagem do Armatrux, destacando o surrealismo, o absurdo e a musicalidade da cena. Elementos que se somam formando um caldeirão de efeitos cômicos e visuais.

Durante a ocupação que integra o projeto Cena Aberta FUNARTE, o Grupo propõe compartilhar sua história, memória e processos criativos realizando palestras e oficinas gratuitas aos sábados.

O Grupo Armatrux formado por Paula Manata, Tina Dias, Raquel Pedras, Eduardo Machado, Cristiano Araújo e Rogerio Araújo, realizou a temporada de 25 anos nas cidades de Belo Horizonte, Nova Lima, Betim e Juiz de Fora.  Após as apresentações no Rio de Janeiro, vão se dedicar a nova montagem, com previsão de estreia para 2016, dando continuidade a parceria de longa data com o diretor, encenador e dramaturgo Eid Ribeiro.

O projeto conta com o patrocínio da Petrobras, por meio da leia Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, contemplado na seleção pública do Petrobras Cultural Minas Gerais 2014, que abrangeu, além da montagem e circulação de espetáculos, programação de equipamentos culturais e festivais.

ARMATRUX 25 ANOS

Sexta e sábado às 19h, domingo às 18h
Elenco: Cristiano Araújo – Rufo, Rogério Araújo – Rafa, e Eduardo Machado – Siboney
Ingressos: R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia)
Vendas na bilheteria do teatro, de quarta a domingo das 14h às 19h30
Classificação: 12 anos | Duração: 70 minutos
Site: fb.com/armatrux.grupodeteatro
Telefone: 2240-4879

FICHA TÉCNICA THÁCHT (2014)

Direção e Dramaturgia: Eid Ribeiro
Assistência de Direção: Eduardo Machado
Cenários, Bonecos e Criação Gráfica: Eduardo Félix
Figurinos: Marney  Heittman
Direção Musical: Walner Lucas
Trilha sonora: Eid Ribeiro
Design Luz: Edimar Pinto
Fotografia: Bruno Magalhães/ Nitro

ARMATRUX 25 ANOS DE VIDA
O Grupo Armatrux, que nasceu em 1991, sempre buscou a construção de uma estética alinhada ao trabalho físico, juntamente a manipulação de objetos, imagens, bonecos e o circo. Através de várias parcerias artísticas o Grupo desenvolveu uma linguagem própria aberta a novas possibilidades de encenação.

São 19 espetáculos encenados. Um repertório rico que levou o Grupo a se apresentar em vários países diferentes, em todos os Estados Brasileiros e em mais de 50 cidades do interior do Estado de Minas Gerais. Ao todo, um público de 500 mil pessoas em suas apresentações e oficinas. Assim, o Grupo corre o Brasil, e o mundo, consolidando a importância das artes cênicas mineiras e encantando públicos de todas as idades.

OFICINAS E PALESTRAS GRATUITAS

Grupo Armatrux realiza oficinas e palestras, aos sábados, no Teatro Dulcina
Para aprofundar o compartilhamento de seu processo criativo com artistas, produtores e coletivos locais, o Grupo Armatrux convida para duas palestras e uma oficina. O objetivo é discutir questões pertinentes à produção teatral em grupo nos dias de hoje, baseados na prática e experiência do Armatrux nesses 25 anos de história. Serão três encontros reflexivos com o público abordando as seguintes temáticas:

Cenotécnica e procedimentos de montagem no Armatrux
Dia 2 de abril, das 15 às 18h | Entrada gratuita

Território pouco explorado nos espaços de reflexão sobre o fazer teatral, a técnica ocupa um lugar especial no Grupo Armatrux. O cuidado com a cenografia, iluminação e sonorização reflete diretamente na qualidade artística das obras do grupo. No encontro os atores pretendem discorrer sobre o modus operandi que adotam nas montagens, compartilhar a experiência e os desafios enfrentados, além de ouvir de outros grupos, técnicos, artistas e produtores vivências no campo da iluminação, sonorização e cenografia.

Armatrux caracterização e maquiagem
Dia 9 de abril, das 15h30 às 18h30 | Entrada gratuita | Vagas: 20 alunos

Este encontro será uma aula prática sobre as técnicas de maquiagem e caracterização desenvolvidas pelo Grupo Armatrux nos espetáculos De Banda pra Lua, No Pirex e Thácht. Durante a aula, 20 alunos poderão experimentar os conceitos e técnicas adotados e desenvolvidos pelo grupo ao longo de sua trajetória. Eles serão orientados por quatro atores – Rogério Araújo, Cristiano Araújo, Eduardo Machado e Tina Dias. Juntos, professores e alunos farão uma automaquiagem, passo a passo, na busca de resultados expressivos e efeitos estéticos. Após a prática, os atores do Armatrux estarão prontos para entrar em cena e apresentar Thácht. Os alunos poderão conferir o resultado da oficina em cena e perceber como a caracterização dialoga com outros elementos que compõem o espetáculo, como iluminação, cenografia e figurinos.

Armatrux, retrospectiva e expectativas
Dia 16 de abril, das 15 às 18h| Entrada gratuita

O Armatrux entende o Grupo de Teatro como uma organização social potente. A palestra pretende, a partir dessa perspectiva e do encontro com outros coletivos e artistas, provocar reflexões sobre as especificidades do teatro feito em grupo. Esta será uma tarde para relembrar, refletir e conhecer a história do Armatrux. Momentos de grandes parcerias artísticas, pesquisa intensa, 19 espetáculos, muita estrada e paixão. A proposta é refletir com o público sobre estes 25 anos de arte e descobrir juntos alguns apontamentos para os muitos anos que virão.

SERVIÇO DE PALESTRAS E OFICINAS

Palestra – Cenotécnica e procedimentos de montagem no Armatrux
Dia 2 de abril, das 15 às 18h | Entrada gratuita

Oficina – Armatrux caracterização e maquiagem
Dia 9 de abril, das 15h30 às 18h30 | Vagas: 20
Entrada gratuita

Palestra – Armatrux, retrospectiva e expectativas
Dia 16 de abril, das 15 às 18h| Entrada gratuita

Local: Teatro Dulcina
Rua Alcindo Guanabara, 17 – Centro
Informações: (21) 2240-4879

DEIXE UM COMENTÁRIO