Festival Internacional de Curtas do Rio chega a 25ª edição com filmes premiados em Cannes, Veneza e Locarno

Curta Cinema acontece de 4 a 11 de novembro e exibe gratuitamente mais de 280 produções nacionais e internacionais

Tarântula
Tarântula

Para celebrar os seus 25 anos de história, o Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema reuniu uma programação de peso para o público carioca. De 4 a 11 de novembro, o público poderá conferir uma seleção dos mais representativos filmes no formato curta do mundo, alguns exibidos em festivais como Cannes e Locarno, e outros totalmente inéditos. E, para essa edição comemorativa, o “palco” não poderia ser melhor. O Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro volta a exibir os filmes gratuitamente, assim como o Centro Cultural da Justiça Federal e no Cine Arte UFF. Além destes espaços haverá uma programação especial no Cinemaison, na Casa Nuvem e no CineCarioca Méier.

A programação conta as tradicionais mostras competitivas nacionais e internacionais, além dos Panoramas Latino-Americano e Carioca, Programas Especiais, Retrospectivas e Foco México, este último contando com um apanhado da atual produção do país além de uma retrospectiva de filmes clássicos. Além dos filmes, o festival traz também workshops, debates e palestras em suas atividades paralelas.

A Competição Nacional reúne filmes que passaram por diversos festivais internacionais, como “A Festa e os Cães”, de Leonardo Mouramateus, vencedor do Festival de Cinema Latino de Toulouse; “O Teto sobre Nós”, de Bruno Carboni, exibido no Festival de Locarno; “Tarântula”, de Aly Muritiba, exibido no Festival de Veneza; e “Command Action”, de João Paulo Miranda Maria, selecionado para a Semana da Crítica do Festival de Cannes. Outros destaques são “Um Dia”, de Angelo Defanti, que acompanha de perto as horas do Deputado Marcelo Freixo; e “Som Guia”, de Felipe Rocha, que tem no elenco Enrique Diaz e Mariana Lima.

Já a Competição Internacional vai exibir produções de mais de 30 países diferentes, entre eles Tailândia, Rússia, Estônia, Cuba, Holanda, Espanha e Reino Unido. Um dos destaques é o curta “Shipwreck” do diretor holandês Morgan Knibbe, vencedor do Leopardo de Ouro em Locarno 2014, que mostra o desespero dos familiares dos imigrantes que naufragaram na costa de Lampedusa em 2013. Além das tradicionais mostras competitivas, Panoramas Carioca e Latino-Americano, o destaque fica por conta do Foco México, que vai exibir produções mexicanas de destaque em 2014 e 2015. Um dos programas da mostra será dedicado à Lucía Films, produtora do realizador Michel Franco, ganhador do prêmio de melhor roteiro da competição do Festival de Cannes 2015, e coprodutora do filme “Desde Allá”, que acaba de ganhar o Leão de Ouro do Festival de Veneza.

“O objetivo principal do Festival Curta Cinema sempre foi apresentar para o público carioca a diversidade e a vitalidade da produção nacional e internacional de curtas-metragens, valorizando sua importância para o estabelecimento de uma indústria audiovisual inovadora. Neste ano, tivemos cerca de 3 mil inscritos apenas para as mostras competitivas. Mas além da competição, toda a programação deste ano conta com produções significativas, importantes e impactantes, tendo sido premiadas ou não”, afirma Ailton Franco Jr, diretor do festival.

Entre os programas especiais do festival, está uma mostra em homenagem à cineasta, produtora e pesquisadora Beth Formaggini, que vai exibir quatro filmes da diretora, incluindo a estreia de “Uma Família Ilustre”. O cineasta Allan Ribeiro também terá um programa dedicado aos seus curtas dentro da Mostra Retrospectiva. Serão exibidas todas as suas obras em curta-metragem, entre elas o vencedor do 20º Curta Cinema, “Ensaio de Cinema” e o seu curta mais recente, “O Clube”,  participante do festival em 2014. Uma das novidades deste ano da programação nacional é uma mostra de Direitos Humanos, subdividida em programas temáticos: Comunidades Tradicionais, LGBT, Habitação e Pessoas com Deficiência.

Outros destaques do Festival Curta Cinema 2015 são a mostra Mediação Virtual, com filmes que precisam do diálogo com a tecnologia, o tradicional programa de terror From Hell, que traz, entre outros, os filmes “O Sinaleiro”, de Daniel Augusto, exibido no Festival de Toronto, e “Ne Pas Projeteur”, de Cristian Verardi, e a Jovem Ceará, mostra com recorte geracional de novos talentos cearenses, como Samuel Brasileiro,  Victor Costa Lopes e Lohayne Lima.

A mostra tradicional Em Trânsito, que reúne produções de brasileiros realizadas no exterior, retorna com projetos filmados no Reino Unido (“Dorsal”, de Carlos Segundo e Cristiano Barbosa), Cuba (“Turista Imaginário”, de Ludmila Curi e Mario Campagnani, e “El Enemigo”, de Aldemar Matias), Tanzânia (“A Fada das Veredas”, de Gustavo Antonio), Argentina (“Shokogun”, de Clara Lobo) e Filipinas (“Seria Segunda, Mas Estamos Todos Mortos”, de Thiago Taves Sobreiro). Outra mostra que retorna é a Processos Artísticos, com destaque para “Filme Som”, de Cesar Gananian e Alexandre Moura, exibido no festival de Clermont-Ferrand, e “Bajado”, de Marcelo Pinheiro.

Dentre as atividades paralelas do Curta Cinema 2015 estão as “Sessões Escola” – uma série de atividades educativas buscando ampliar o público do festival para além de sua audiência costumeira – o Júri Jovem, o Laboratório de Projetos de Curta-Metragem, o Workshop de Direção e os Debates Temáticos.

Sobre o Curta Cinema
O Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema – desde 1991 tem sido uma das principais vitrines para o curta-metragem no país, e há 10 anos se tornou o primeiro festival no Brasil a qualificar seus vencedores para uma vaga na disputa do Oscar. A cada ano são exibidos cerca de 200 filmes dos mais diversos gêneros e nacionalidades. A programação consiste em mostras competitivas (nacional e internacional), panoramas regionais, programas temáticos e de gênero, além de focos especiais dedicados à produção de um país específico. Além da exibição de filmes, o festival desenvolve uma série de atividades paralelas com caráter informativo e educativo, como workshops, palestras, oficinas e debates.

O Festival Curta Cinema 2015 – 25 anos é patrocinado pela Petrobras, pela Oi, pelo  Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, e tem o copatrocínio da RioFilme.

DEIXE UM COMENTÁRIO