Festival Cena Cumplicidades chega ao Teatro Cacilda Becker

Foto: Divulgação / Festival Cena Cumplicidades

A diversidade étnica brasileira e a variedade estética que compõe a dança contemporânea no Brasil estarão presentes no Festival Cena Cumplicidades no Teatro Cacilda Becker de 16 a 21 de agosto (terça a domingo), com peças coreográficas vindas de Tocantins, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, São Paulo, além do Rio de Janeiro, sendo algumas delas, compostas e protagonizadas por “corpos diferenciados”: artistas portadores de deficiências físicas (cadeirantes, anões, cego, mudo, com paralisia de membros e muleta) e deficiências cerebrais (paralisia cerebral e lesões neuromusculares). A programação compõe um conjunto harmônico de temáticas e propostas culturais e estéticas que têm o propósito de promover uma rica visão da produção brasileira apresentando encontros inusitados e inéditos. O Festival que integra a Mostra Funarte de Festivais 2016 receberá ainda a estreia nacional de “Homem invisível” novo espetáculo de Mário Nascimento, interpretado por ele próprio. Ingressos grátis. 

Do Tocantins, o Lamira Artes Cênicas traz “Do Repente”, cuja poética foi elaborada em torno do universo do romanceiro popular do nordeste brasileiro, proporcionando ao espectador uma viagem nas figuras do poeta cantador, do conquista, do aboiador, do glosador, do cordelista, do mamulengueiro e da influência desses elementos na formação da diversidade cultural do país. A poética do espetáculo leva para o público uma mistura instigante entre a dramaturgia do gesto, do teatro e da dança. De Minas Gerais, Cris Oliveira traz a performance-instalação “Para Todas as Marias”, um trabalho poético e refinado sobre o universo da sexualidade e do corpo feminino composto por uma cenografia de flores e frutos que aguçam a percepção sensorial. De Pernambuco, Otávio Bastos e Spok trazem a alegria e celebração do “Frevo Misto Quente”, um surpreendente diálogo artístico com a dança, no qual ora a música rege a ‘conversa’, ora a dança inspira o músico.

Com propósito de apresentar trabalhos representativos de criadores significativos da dança contemporânea do Brasil, a programação exibe “Homem Invisível”, uma estreia nacional de um dos mais laboriosos coreógrafos do país, Mário Nascimento (MG); e “Jogo de Damas”, de Esther Weitzman (RJ).

Por fim, a agenda de espetáculos contempla um segmento cada vez mais forte no Brasil e que tem emergência de ser mais difundido, o de trabalhos compostos e protagonizados por corpos diferenciados, portadores de deficiências físicas em geral e também cerebrais. “Sobre Todas as Coisas”, da Companhia Gira Dança (RN) e “Corpo Sobre Tela”, de Marcos Abranches (SP), representam esse segmento.

Dia 16 de agosto, terça-feira, às 20h
Espetáculo: DO REPENTE
Lamira Artes Cênicas / TO
Direção Geral: Carolina Galgane
Direção Artística: João Vicente
Elenco: Renata Oliveira, Carolina Galgane, João Vicente e Taiom Faleiro
Iluminador: Lúcio de Miranda

SINOPSE: Traz uma mistura do universo popular nordestino com elementos da comédia Dell’Arte, música popular de violeiros, aboiadores, coquistas e cordelistas. As músicas perpassam pela tradição do repentista, seja ela no coco de embolada, no aboio, na viola, no martelo agalopado ou no martelo perguntado. O espetáculo aborda o universo de sonoridades da cultura popular do Nordeste, que faz parte da identidade cultural brasileira. https://www.youtube.com/watch?v=gv2DAX8b6vM
Classificação LIVRE
Duração: 35 minutos

Dia 17 de agosto, quarta-feira, às 20h
Performance: PARA TODAS AS MARIAS
Cris Oliveira / MG
Concepção e performer: Cris Oliveira

SINOPSE: A performance-instalação evoca o Eros, exalta e sacraliza a sexualidade e o corpo feminino como recipiente que gera e abriga a vida a partir da provocação da percepção sensorial. A composição de flores e frutos típicos do país, bem como o perfume dessa mistura são exalados pelo ambiente, além de produzir uma imagem delicada e que propõe uma visão harmônica da relação do ser humano que integra e se reconhece na natureza. https://www.youtube.com/watch?v=_dQyx-oc2RA
Classificação 18 anos
Duração: 50 minutos

Dia 17 de agosto, quarta-feira, 20:50h
Espetáculo: FREVO MISTO QUENTE
Spok e Otávio Bastos / PE
Intérpretes: Spok e Otávio Bastos
SINOPSE: A reunião de frevos com interpretações singulares de música e dança por dois especialistas: Spok e Otávio Bastos, amigos da vida e companheiros das experiências cênicas. Neste trabalho, Spok perpassa pelas diferentes vertentes do frevo, pontuando a música com o ‘acento’ jazzístico que o caracteriza. Já Otávio, performa o chamado Frevo Cinquentão, mais apropriado aos corpos maduros (daí o nome de cinquentão) e aos seus 1,93m de altura, imprimindo seu jeito particular de dançar, não sobre a premissa da fisicalidade e explosão muscular do frevo rasgado, mas em um estilo de pequenos passos, rápidos, dialogando atentamente com cada detalhe musical. Frevo Misto Quente é, pois, um encontro de idiossincrasias, de sutilezas, de poéticas individuais e de rara conversa entre dança e música. https://vimeo.com/166287557
Classificação LIVRE
Duração: 30 minutos

Dia 18 de agosto, quinta-feira, às 20h
Espetáculo: JOGO DE DAMAS
Esther Weitzman / RJ
Concepção, Coreografia e Direção: Esther Weitzman
Bailarinas/Criadoras: Giselda Fernandes, Camila Fersi, Gisele Alvim, Mônica Emilio, Manuela Weitzman, Patrícia Riess, Renata Maciel, Roberta Repetto
Figurino: Gerah Diaz e André Camacho
Desenho de Luz: José Geraldo Furtado
SINOPSE: O espetáculo possibilita que o lúdico e o poético atem laços entre palco e plateia, tornando-os partícipes entre si de um ato de jogar. A escolha pela convivência no palco de variadas faixas etárias é chave do sentido dançado: a coreografia é uma cena porque a dança tornou-se jogo a ponto de extrair expressividade da vivência do movimento. https://www.youtube.com/watch?v=rPOYfrsv_Vo
Classificação LIVRE
Duração: 50 minutos

Dia 19 de agosto, sexta-feira, às 20h
Espetáculo: SOBRE TODAS AS COISAS
Companhia Gira Dança / RN
Direção coreográfica e concepção de figurino: Mário Nascimento
Direção Artística: Anderson Leão
Elenco: Álvaro Dantas, Caio Macario, Jânia Santos, Joselma Soares, Marconi Araújo, Rodrigo Minotti, Rozeane Oliveira e Wilson Macário
Desenho de luz: Ronaldo Costa
SINOPSE: Dança contemporânea com corpos diferenciados. A primeira vista, os 10 artistas da Cia Giradança são considerados limitados para a dança (e para a vida). Porém, com leveza e intensidade a incrível atuação deles parece gritar que a condição física é um detalhe e o que fragiliza o ser é o meio. https://www.youtube.com/watch?v=zRMHD3d3L6I
Classificação LIVRE
Duração: 45 minutos

Dia 20 de agosto, sábado, às 20h
Espetáculo: HOMEM INVISÍVEL
Mário Nascimento / MG
Concepção e intérprete: Mário Nascimento
SINOPSE: Confronto, violência, resistência, choque e queda são os significantes que conformaram este solo autobiográfico de Mario Nascimento. E é, com eles, que o artista se sustenta até aqui, cujo “percurso coerente e consistente na dança brasileira se pauta por uma saudável e permanente inquietação investigativa. Ela é o motor propulsor do seu jeito de inventar essa dança que carrega a sua assinatura.” (Helena Katz, Estado de São Paulo) https://www.youtube.com/watch?v=IcIgQqfOXrg
Classificação LIVRE
Duração: 45 minutos

Dia 21 de agosto, domingo, às 19h
Espetáculo: CORPO SOBRE TELA
Marcos Abranches / SP
Intérprete-criador, direção e concepção musical: Marcos Abranches
Logística montagem: Alfredo Nora (Cia Vidança)
Fotografia: Gal Oppido e Eduardo Knapp
Trilha sonora: Cia Vidança
SINOPSE: Marcos Abranches, artista com paralisia cerebral, no solo inspirado na vida e obra do pintor irlandês Francis Bacon. Nele, gestos singulares expressam dramaticidade e movimentos impregnados de cores e sentimentos inquietantes, repleto de intensidade artística. “Podemos ser mais coloridos na forma de pensar. Nossa sociedade, por falta de conhecimento, trata o deficiente como um coitado. Se eu fosse me basear nesse tipo de pensamento, não colocaria meus pés para fora de casa. No meu espaço, não há sofrimento.” https://vimeo.com/105291485
Classificação LIVRE
Duração: 50 minutos

Ficha técnica do festival

Coordenação Geral e Curadoria: Arnaldo Siqueira
Produção Rio de Janeiro: Ana Studart
Produção Olinda: Maria Fátima Oliveira e Maria Sejana Oliveira
Designer: Clara Negreiros
Assessoria de imprensa: Ney Motta | contemporânea comunicação
Assistência de assessoria de imprensa: Ana Andréa
Educativo e Sensibilização de Plateia: Carla Strachmann

Serviço
Festival Cena Cumplicidades
Local: Teatro Cacilda Becker. Rua do Catete, 338, Catete, Rio de Janeiro. Tel. 21 2265-9933 (próximo a Estação Largo do Machado do Metrô)
Dias: 16 a 21 de agosto, terça a sábado às 20h e domingo às 19h
Capacidade de público: 186 pessoas, com acesso facilitado para deficientes físicos
Classificação indicativa: vide programação
Ingressos GRÁTIS
Distribuição dos ingressos 1 hora antes de cada espetáculo

DEIXE UM COMENTÁRIO