Exposição reúne cerca de 700 obras sobre com transformações ocorridas no Rio de Janeiro

Carlos Julião / Aquarela do século XVIII

 

Cerca de 700 obras de nomes como Mestre Valentim, Carlos Julião e Debret para traçar um panorama das transformações ocorridas no Rio de Janeiro durante o século XVIII. A exposição, que  comemora os 450 anos da fundação da cidade, será no Museu de Arte do Rio (MAR).

A mostra vai retratar momentos importantes como a descoberta das minas de ouro no país, as invasões francesas, a execução de Tiradentes são momentos fortes desse processo e estarão retratados na exposição.

Nas cerca de 700 peças, haverá documentos, objetos da época, ilustrações, pinturas, artefatos religiosos e obras de arte contemporânea – de artistas anônimos e aclamados como Mestre Valentim, Adriana Varejão, Guignard, Augusto Malta, Vasco Araújo, Pierre Verger, Carlos Julião, Rugendas e Debret, entre outros.

A curadoria é assinada por Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira, Anna Maria Fausto Monteiro de Carvalho, Margareth da Silva Pereira e Paulo Herkenhoff,

A mostra ocupará integralmente o terceiro andar do Pavilhão de Exposições, que já recebeu outras duas longas exposições referentes ao Rio de Janeiro – Rio de Imagens e Do Valongo à Favela: imaginário e periferia.  A exposição será até 8 de maio de 2016.  

MAR

Endereço: Praça Mauá, 5 – Centro, Rio de Janeiro

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui