De julho a outubro, os visitantes do Museu do Amanhã terão a oportunidade de saber ainda mais sobre a trajetória de Alberto Santos Dumont, esse grande visionário brasileiro que se dedicou à ciência e à tecnologia inspirado pela arte. A exposição temporária “O Poeta Voador, Santos Dumont” vai promover a exibição dos documentários “O Homem Pode Voar” e “Santos Dumont – O desafio do ar” no auditório do museu, como parte de suas ações educativas, nos dias 13 e 20 de julho, respectivamente, às 16h. Serão sempre duas apresentações por mês até o encerramento da mostra, em 30 de outubro. A entrada será gratuita, sem necessidade de inscrição, e a lotação está sujeita à capacidade do espaço – 380 lugares.

“Durante o processo de pesquisa para criação e desenvolvimento  da exposição, encontramos esses documentários sobre Santos Dumont e resolvemos dividir com o público como um desdobramento. É uma maneira de trabalharmos o conteúdo para além do espaço expográfico, dialogando com os visitantes que têm interesse também na linguagem cinematográfica”, explica Deca Farroco, gerente da área de Patrimônio da Fundação Roberto Marinho.

“O Homem Pode Voar”, de Nelson Hoineff, destaca a participação fundamental do brasileiro na história da aviação. Imagens históricas de voos realizados por Santos Dumont em seus maiores inventos, o 14-Bis e Demoiselle, são apresentados no filme, que tem roteiro assinado por Henrique Lins de Barros, consultor técnico da mostra em cartaz. Já em “Santos Dumont – O desafio do ar”, de Adolfo Rosenthal, o próprio Dumont narra sua trajetória a partir de trechos extraídos de relatos de sua vida. O documentário mostra mais do que a genialidade e o pioneirismo do cientista: revela também o poeta, filósofo e visionário que jamais desistiu do seu sonho.

As sessões apresentam diferentes facetas da vida de Dumont em dois documentários com olhares distintos. Um revela a biografia do inventor, suas inovações, enquanto o outro se baseia nas próprias memórias dele e lança olhar mais íntimo sobre sua história. Mostrar isso no Museu do Amanhã, ao lado da exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont”, amplifica a importância de Santos Dumont como um brasileiro inovador, à frente do seu tempo”, comenta Leonardo Menezes, gerente de conteúdo do Museu do Amanhã.

A exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont” tem concepção e realização da Fundação Roberto Marinho, patrocínio exclusivo da Shell Brasil e apoio do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Serviço

Museu do Amanhã – Auditório
Praça Mauá, 1 – Centro

13/07 – “O Homem Pode Voar”
Horário: 16h

20/07 – “Santos Dumont – O Desafio de Voar”
Horário: 16h

Entrada gratuita, sem necessidade de inscrição.

Ficha técnica

O Homem Pode Voar
Direção: Nelson Hoineff
Ano: 2005
Duração: 75 min
País: Brasil
Classificação: Livre 

Santos Dumont – O desafio do ar
Direção: Adolfo Rosenthal
Ano: 2006
Duração: 52 min
País: Brasil
Classificação: Livre

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui