Estúdio petropolitano abre suas portas em noites de jazz

Música vira mais um atrativo no calendário da serra

Aldeia Jazz (foto: Thayna Delgado)
Aldeia Jazz (foto: Thayna Delgado)

Uma das facetas mais conhecidas de Petrópolis é a música. Além do seu acervo histórico e natural, a cidade serrana reúne talentos magistrais que já ganharam o mundo, desde os concertos do maestro Cesar Guerra-Peixe até as Meninas Cantoras de Petrópolis. Para promover essa singularidade da cidade para petropolitanos e turistas surge o Aldeia Jazz, que realiza sua primeira edição nessa sexta-feira, 11/9, às 21h. 

A fria noite da serra ganha novos tons e nuances com saxofones, percussão, baixo e bateria no Estúdio Aldeia, um dos principais da região. O evento vai acontecer periodicamente, inclusive homenageando os maiores compositores do jazz em edições especiais. A ideia é conquistar os fãs do gênero, já tradicional na cidade, trazendo ainda um novo público para a música instrumental. Além disso, o Aldeia Jazz vai oferecer a elegância do ritmo, combinando com o que se esperaria de um evento em Petrópolis, com conforto e descontração. Deixando o público, mesmo aquele que não conhece tão bem o gênero, à vontade para curtir e se apaixonar. 

“O Aldeia Jazz vai ajudar a apresentar para as pessoas a riqueza do talento que temos na Serra. Vai ser uma festa, uma jam session, guiada pela animação do público”, conta o saxofonista Breno Morais. “Pode ser também uma porta de entrada para um bom fim de semana em Petrópolis, com boa música”, completa. 

Breno integra um time de grandes talentos composto por Carlos Watkins (saxofone barítono), Lelei Gracindo (saxone alto), Edu Pinheiro (sax tenor), Yuri Garrido (percussão), Jorge Amorim (bateria), Heitor Perez (guitarra), Madá (percussão) e Gabriel Tauk (baixo). Com trabalhos que passam pelo choro, rock, pop e baião, o grupo traz na bagagem vivências musicais múltiplas. O resultado é uma sonoridade plural, assim como o próprio jazz. No repertório, grandes clássicos do gênero, de nomes como John Coltrane, Miles Davis, Dizzie Gillespie, Moacir Santos, e outros, além de temas autorais. 

O estúdio Aldeia fica na Rua Olavo Bilac, 265, no bairro Castelânea, e o evento tem couvert artístico de R$25 (R$15 com nome na lista amiga).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui