Esther Weitzman Companhia de Dança apresenta “Jogo de Damas” na Caixa Cultural

Jogo de Damas mostra a dança singular e o trabalho em grupo de oito bailarinas com experiências e formações variadas

Jogo de Damas - Renato Mangolin
Jogo de Damas - Renato Mangolin

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 8 a 11 de julho (quarta-feira a sábado), o espetáculo Jogo de Damas, da Esther Weitzman Companhia de Dança. No palco, oito intérpretes mulheres, com idades entre 23 e 53 anos, experiências e formações de dança variadas, desenvolvem o duplo sentido que dá nome à obra, sob a direção da coreógrafa Esther Weitzman.

As damas que formam o jogo são Cláudia Horta, Giselda Fernandes, Gisele Alvim, Mônnica Emilio, Manuela Weitzman, Patricia Riess, Renata Maciel e Roberta Repetto. Elas dançam em grupos ou realizam solos em um cenário vazio, embaladas pela música de Daniel Belquer. Criada especialmente para o espetáculo, a trilha sonora é interpretada pelos instrumentistas Isadora Medella, Breno Hirata, além do próprio Daniel.

Jogo de Damas acontece a partir dos afetos criados entre as intérpretes, da conversa entre mulheres de diferentes gerações. E é entre o lúdico e o poético que a dança singular de cada bailarina desponta em meio ao trabalho do grupo”, comenta Esther Weitzman, coreógrafa, professora, bailarina e preparadora corporal que criou a companhia de dança que leva seu nome, em 1999.

Sob sua direção, a companhia já realizou dez espetáculos, entre eles que imagino sobre a morte (2009), com a participação especial de Toni Rodrigues e Paulo Marques, e Territórios (2006), que reunia oito intérpretes, entre eles os bailarinos convidados Alexandre Franco, Marcelo Lopes e Marcellus Ferreira.

Jogo de Damas é o trabalho mais recente da Companhia e estreou em julho de 2013, quando foi eleito uma das 10 melhores montagens daquele ano pelo jornal O Globo. O desenho de luz do premiado José Geraldo Furtado e o figurino, assinado por Gerah Diaz e André Camacho, composto por vestidos de modelos diferentes, em preto, cinza e branco, completam o ambiente do espetáculo.

Jogo de Damas - Renato Mangolin
Jogo de Damas – Renato Mangolin

Artistas:

Cláudia Horta – bailarina, já integrou diversas companhias de dança como as de Andréa Jabor, João Saldanha e Regina Miranda. Jogo de Damas é o primeiro trabalho dela com Esther Weitzman.

Giselda Fernandes – é bailarina, coreógrafa, produtora e professora. Com sua premiada companhia, Os Dois Cia de Dança, produz espetáculos para o palco e performances onde o corpo e o objeto se relacionam. Integra a Esther Weitzman Companhia de Dança desde 2013.

Gisele Alvim  é professora, bailarina profissional e coreógrafa desde 1997.  Fundou em 2010 o Gisele Alvim Espaço de Dança. Integra a Esther Weitzman Companhia de Dança desde 2013.

Mônnica Emilio – bailarina, atriz e professora, fez parte de diferentes companhias de dança, entre elas State Ballet of Missouri (KC/USA) e Companhia de Ballet do Theater Magdeburg (Alemanha). Desde 2011, integra a Esther Weitzman companhia de Dança.

Manuela Weitzman é bailarina. Desde 2013, integra o grupo de Maracatu de Baque Virado Tambores de Olokun. Desde 2014, faz parte da Esther Weitzman Companhia de Dança.

Patricia Riess – é bailarina e professora especialista em Dança Criativa. Já atuou em várias escolas e academias, no Rio de Janeiro, assim como integrou companhias de dança como o Vacilou Dançou, Tanzhaus , Ana Vitória Dança Contemporânea. Integra a Esther Weitzman Companhia de Dança, desde 2013.

Renata Maciel – é bailarina, fisioterapeuta, instrutora de pilates. Trabalhou com os coreógrafos Lia Rodrigues e João Saldanha, entre outros.  Em 2013, foi convidada pela coreógrafa Esther Weitzman para o projeto Jogo de damas.

Roberta Repetto – bailarina e atriz, atua profissionalmente em teatro e dança, desde 1996. Participa da Esther Weitzman companhia de Dança desde 2005, criando e dançando nos espetáculos: TerrasPor Minha Parte e Jogo de Damas.

Sinopse: 

Em Jogo de Damas, da Esther Weitzman Companhia de Dança, oito intérpretes mulheres, entre 23 e 53 anos, com experiências e formações de dança variadas, apresentam um espetáculo lúdico, poético e perfazem entre si o duplo sentido que dá nome à obra. O espetáculo estreou em 2013 e vem desenvolvendo carreira de sucesso apresentando-se, desde então, em diversos festivais e mostras pelo país.

Ficha técnica:

Direção/Concepção/Coreografia: Esther Weitzman

Bailarinas-Criadoras: Cláudia Horta, Giselda Fernandes, Gisele Alvim, Mônnica Emilio, Manuela Weitzman, Patricia Riess, Renata Maciel e Roberta Repetto

Ensaiadora: Miriam Weitzman

Desenho de luz:  José Geraldo Furtado

Designer gráfico: Flavio Pereira

Figurino: Gerah Diaz e André Camacho

Fotos: Renato Mangolin

Som Cênico e Música Original: Daniel Belquer

Direção de produção: Marcelo Cabanas e Camila Martins

Produção: Bateia Cultura

Realização: Esther Weitzman Companhia de Dança (www.estherweitzman.com)

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal 

Serviço:

Jogo de Damas

Duração: 50 minutos
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Data: 8 a 11 de julho (quarta a sábado)
Horário: 19h

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA e pessoas que levarem alimentos não perecíveis pagam meia.

Lotação: 176 lugares (mais 4 para cadeirantes)

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Classificação indicativa: 10 anos

Acesso para pessoas com deficiência

DEIXE UM COMENTÁRIO