Estante Virtual lança a campanha Frete Grátis 2016

Cerca de 600 mil livros estão disponíveis para compra de livros pelo site

O site Estante Virtual, que comercializa livros usados e novos, lança a campanha Frete Grátis 2016, com mais de 600 mil livros disponíveis para compra, entre os dias 26 e 30 de setembro, sem custo de envio para o comprador. Essa é a quarta vez que o site realiza essa campanha, que visa facilitar a compra de títulos pelos usuários da plataforma on-line e conquistar novos leitores. 

Cerca de 1.350 sebos e livreiros associados ao site estarão envolvidos na campanha, que em sua última edição alcançou a marca de mais de 30 mil livros vendidos em quatro dias. Nos últimos anos, portais como a Estante Virtual tornaram-se referência para aqueles que buscam segurar gastos, porém, em meio à crise econômica, a procura cresceu ainda mais e, com isso, os sebos parceiros também estão se beneficiando, numa bem-sucedida rede de economia colaborativa. No primeiro semestre deste ano, a Estante Virtual registrou crescimento de 20% nas vendas de livros.

Em agosto, a Estante Virtual bateu a marca de 15 milhões de livros vendidos, desde a criação da plataforma. Juntamente com o recorde, o site ganhou também uma nova marca, mais homogênea e com maior flexibilidade de uso, e uma nova home, que facilita a visualização dos seus mais de 1,5 milhão de títulos, das listas curadas — elaboradas por convidados especiais, que elegem seus livros favoritos e os indicam aos internautas — e de todas as campanhas lançadas pelo portal.

Há dois anos, o site, que hoje concentra o maior acervo de livros do Brasil, expandiu sua atuação para o mercado de livros novos e implementou em sua plataforma um novo recurso de busca, que permite ao cliente selecionar o livro entre novo ou usado. Após disponibilizar esse mecanismo inovador aos usuários, as vendas de títulos novos cresceram e, hoje, representam 25% dos livros comercializados pelo site.

Criada há 11 anos, a Estante Virtual transformou o mercado literário e hoje contribui expressivamente para a democratização da leitura no País, usando a tecnologia para conectar livreiros e leitores.

DEIXE UM COMENTÁRIO