Estante Virtual ganha nova home, nova marca e comemora 15 milhões de livros vendidos

Pedro Bandeira, Machado de Assis, Ruth Rocha e Ana Maria Machado. Esses autores, tradicionais representantes da literatura nacional, são os mais procurados na Estante Virtual, e ajudaram a pioneira plataforma de livros usados e novos a alcançar a expressiva marca de 15 milhões de livros vendidos, registrada agora em agosto. Juntamente com o recorde, o site se aproxima de seus 11 anos de existência ganhando também uma nova marca, mais homogênea e com maior flexibilidade de uso, e uma nova home, que facilita a visualização dos seus mais de 1,5 milhão de títulos, das listas curadas — elaboradas por convidados especiais, que elegem seus livros favoritos e os indicam aos internautas — e de todas as campanhas lançadas pelo portal.

O leitor Dico Kremer, comprador da plataforma desde 2006, foi quem comprou a obra 15 milhões ao adquirir o título “A Câmara Clara”, de Roland Barthes, que integrava o acervo do Sebo Poesia, localizado em Santo André (SP). Entre as muitas aquisições já realizadas no site ao longo desses anos, um dos livros que mais marcou Kremer foi “Vida e Obra de Luís de Camões – primeira parte”, de Wilhelm Storck. Para ele, “a Estante Virtual é uma criação genial, pois agrega sebos do país inteiro e os coloca à disposição dos interessados, com o mecanismo de busca e compra de livros novos e, principalmente, dos que já saíram de catálogo. Esse é um serviço inestimável para a cultura do país”, opina, acrescentando que “o principal diferencial do site é a oferta de livros fora do mercado tradicional das livrarias”.

No ranking dos títulos mais vendidos pela Estante Virtual em seus 11 anos de história, figuram “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis; “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos; “O Cortiço”, de Aluízio Azevedo; “A Droga da Obediência”, de Pedro Bandeira; “Dom Casmurro”, de Machado Assis; e “A Revolução dos Bichos”, de George Orwel.

Com uma proposta inovadora e lançada com o acervo digital de apenas 12 sebos, a Estante Virtual, hoje formada por uma rede integrada de 1.350 livreiros nacionais, transformou o mercado literário e contribui expressivamente para a democratização da leitura no Brasil, usando a tecnologia para conectar livreiros e leitores. 

DEIXE UM COMENTÁRIO