Espetáculo ‘Race’ discute abuso de poder, racismo e violência contra mulher no Teatro SESI Caxias

Peça baseada no texto de David Mamet é mais uma atração do SESI Cultural

Heloisa Jorge e Gustavo Falcão (foto: Gustavo Falcão)
Heloisa Jorge e Gustavo Falcão (foto: Gustavo Falcão)

Os bastidores de um crime que envolve abuso de poder, racismo e violência contra mulher compõe a peça teatral “Race”, em apresentação única no Teatro SESI Caxias no próximo dia 17, sexta-feira, às 20h. Os ingressos para o espetáculo estão à venda na bilheteria do teatro e custam R$ 22 (inteira), com classificação de 16 anos. Pessoas com mais de 60 anos, estudantes, deficientes físicos e associados ao SESI pagam R$ 11 (meia-entrada).

Na peça, o bilionário Charles (Yashar Zambuzzi), réu em um julgamento por estupro, procura advogados para defendê-lo. O acusado é branco e a vítima, negra, assim como o são, respectivamente, Jack (Gustavo Falcão) e T.J. (Nill Marcondes). Os dois são sócios no escritório que tentará inocentá-lo, para indignação de Susan (Heloisa Jorge), advogada idealista — e negra — que trabalha com eles.

Heloisa Jorge e Gustavo Falcão (foto: Gustavo Falcão)
Heloisa Jorge e Gustavo Falcão (foto: Gustavo Falcão)

Em cena, os personagens bons de lábia e raciocínio apontam bons argumentos para todos os lados, o que deixa nas mãos do público a definição de quem tem razão.

“Race” é a segunda peça de uma trilogia do escritor americano David Mamet que a Cia. Teatro Epigenia quer concretizar. O texto traduzido por Leo Falcão é ágil, agressivo, direto, em estado constante de confronto. É como se os advogados, por terem que manipular tanto a linguagem nos tribunais, se despissem de qualquer cortesia nos bastidores do caso no escritório. A dramaturgia constrói percepções para desconstruí-las em seguida, revelando nuances e incitando o público a pensar se realmente é 100% isento de atitudes e pensamentos de teor racista.

O espetáculo desperta inquietudes e incômodos ao botar o racismo na mesa. O fator étnico se sobrepõe à discussão do estupro. Tal temática faz muito sentido no Brasil. Ainda que se trate de um texto americano, com peculiaridades americanas, comunica diretamente com o espectador. Ao fim da sessão, ainda há, uma conversa do elenco com o público na sala, o que torna a experiência mais rica.

A peça foi sucesso na Broadway quando estreou em novembro de 2009, escrita e dirigida por Mamet, conhecido por seus trabalhos no cinema como roteirista em “Hannibal”, “Os Intocáveis”, entre outros filmes. No teatro, também dirigiu os sucessos mundiais “Oleanna”, “Novembro”, “Sucesso a Qualquer Preço” com Dustin Hofman, “Speed-The-Plow” com Kevin Space. A peça foi a ganhadora do prêmio Tony, o mais importante prêmio de teatro dos Estados Unidos.

Mais informações pelo telefone: (21) 3672-8369. Confira a programação completa do SESI Cultural em: http://www.firjan.com.br/sesi/qualidade-de-vida/guia-sesi-cultural/

SERVIÇO

EVENTO: ESPETÁCULO TEATRAL – RACE
DATA E HORA: SEXTA-FEIRA (17 DE JUNHO), ÀS 20H
INGRESSOS: R$ 22 (INTEIRA) E R$ 11 (MEIA-ENTRADA), À VENDA NA BILHETERIA DO TEATRO
CLASSIFICAÇÃO: 16 ANOS
DURAÇÃO: 75 MIN
GÊNERO: DRAMA
LOCAL: TEATRO SESI CAXIAS (RUA ARTHUR NEIVA 100, BAIRRO 25 DE AGOSTO, DUQUE DE CAXIAS)
MAIS INFORMAÇÕES: (21) 3672-8369 OU teatrosesi.caxias@firjan.org.br 

Ficha técnica:
Texto: David Mamet

Direção: Gustavo Paso
Elenco: Gustavo Falcão, Heloísa Jorge, Nill Marcondes e Yashar Zambuzzi

DEIXE UM COMENTÁRIO