Edu Sereno

Show de lançamento do videoclipe  “Ce Vai Lembrar” no Sesc Santana

foto: Cleiton Tiburcio
foto: Cleiton Tiburcio

Com letras únicas e arranjos urbanos, Edu Sereno apresenta as músicas de seu álbum de lançamento ‘O pão que o Diabo ama sou’ e algumas outras do seu EP ‘Esquinas, Janelas e Canções’ lançado em 2013, criando diversos e coloridos climas. Ao longo de 1h de show, com carisma e energia Edu se joga em cada canção que canta, ora sobre suas sensações, ora sobre as paisagens de seu bairro, trazendo amores e desamores e toda sorte de coisas que se pode cruzar por essa vida. Com sua sonoridade universal e ao mesmo tempo brasileira, Edu Sereno compartilha conosco tão somente o que o mundo compartilha com ele.

No dia 12 de setembro no Sesc Santana em São Paulo, Edu lançará o videoclipe da música “Ce Vai Lembrar”  gravado na Vila Itororó em São Paulo.

MiniDoc sobre a música, o videoclipe e relação com a vila Itororó:

Teaser: Cê Vai Lembrar

Vila Itororó:
Idealizada pelo imigrante português Francisco de Castro, nos anos 20, a Vila Itororó foi erguida com material reaproveitado de edifícios demolidos de São Paulo, mesclando pedaços de história em forma de sucata. Ideia extravagante que deu ao local ares de arquitetura surrealista e charme único.

Um lugar de extrema beleza e coletividade entre os moradores, a Vila Itororó leva este nome em homenagem à nascente do Riacho do Itororó, que abastecia a piscina da vila (a primeira piscina particular de São Paulo) onde mais de 40 famílias dividiam o espaço harmoniosamente, recebendo visitas ilustres como Adoniram Barbosa e Elis Regina em seus eventos culturais e festas típicas.

Depois de oito décadas de vidas e histórias, em 20 de fevereiro de 2014, foram despejadas as últimas famílias que viviam no conjunto arquitetônico localizado no bairro do Bixiga, região central de São Paulo, após anos de batalha envolvendo o governo do Estado de São Paulo, que queria transformá-la em centro cultural, e moradores, que lutavam para ter seus direitos reconhecidos. Por fim, venceu o poder público, e às famílias restou apenas sair do lugar onde viveram por tantos anos com uma mão na frente, outra atrás.

Com a concepção artística inspirada na Vila Itororó, todas as fotos do disco novo e sua divulgação foram clicadas nas ruínas da vila, a poucos meses do início da controversa reforma, motivo principal do despejo de inúmeras famílias na última década. Tanto a história quanto arquitetura sugerem idéias distintas, um lugar tão belo e tão a margem da sociedade, de pessoas invisíveis em estruturas frágeis, histórias tão raras quanto suas estátuas e pilastras, dissolvidas pelo tempo e por um estado capitalista.

Parece que vai além do visual o conceito que une ”O Pão Que o Diabo Ama Sou” com a Vila não?

Sobre Edu Sereno:
Com suas músicas tocando em mais de 7 capitais, o jovem compositor paulistano Edu Sereno vem ganhando notoriedade por suas letras provocativas e arranjos autênticos. Com lançamento previsto para Outubro, O Pão Que O Diabo Ama Sou, seu disco de estreia, trata-se de um registro das canções nascidas e amadurecidas durante a turnê de seu primeiro trabalho, o EP ‘Esquinas, Janelas e Canções’ em mais de 40 apresentações Brasil afora. 

Tocando em cidades como Recife, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, e principalmente São Paulo, Edu tem feito shows de muita intensidade e vibração, lotando teatros e projetos importantes (Sesc, Virada Cultural, Palácio das Artes, Solar de Botafogo, Centro Cultural São Paulo, Tom Jazz com Jorge Mautner, Studio SP, Sofar Sounds, SIM) por onde tem passado.

Suas canções são coleções de histórias onde ora somos protagonistas, ora expectadores. Sereno divide ao longo do espetáculo sensações e experiências em relação à vida e ao mundo, que de tão humanas e íntimas, rapidamente estabelecem laços com cada alma presente, arrancando aplausos, sorrisos e lágrimas por onde se apresenta.

De sonoridade universal/brasileira, Edu se joga em cada canção trazendo tudo de si, as esquinas e paisagens de seu bairro, ruídos e murmúrios, amores e desamores, e toda sorte de coisas que se pode cruzar por essa vida, compartilhando conosco tão somente o que o mundo compartilha com ele.

Serviço: Sesc Santana
12/09 às 19 horas
Espaço: Deck
Grátis
Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jd. São Paulo. Tel. 2971-8700
Acesso para deficientes – estacionamento
Estacionamento – R$ 7,00 período do espetáculo (desconto de 50% para matriculados no Sesc).
Para informações sobre outras programações ligue 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br

DEIXE UM COMENTÁRIO