Doidas e Santas de volta ao Rio

Cissa Guimarães, Oscar Magrini e Josie Antello - foto: Marcelo Correa
Cissa Guimarães, Oscar Magrini e Josie Antello - foto: Marcelo Correa

O espetáculo que nos últimos cinco anos divertiu e emocionou mais de 220 mil pessoas, foi aclamado por público e crítica, retorna aos palcos do Rio de Janeiro, dia 10 de julho, para nova temporada, no Imperator.

Estrelada por Cissa Guimarães, e com direção de Ernesto Piccolo, a peça é livremente inspirada no livro homônimo de Martha Medeiros.

Vista por mais de 220 mil pessoas entre Rio de Janeiro, São Paulo e mais de 22 cidades brasileiras a comédia romântica ‘Doidas e Santas’ retorna ou Rio de Janeiro em uma breve temporada de 10 a 26 de julho, no Imperator. Um dos espetáculos de maior sucesso da cena teatral carioca, a montagem com texto de Regiana Antonini é livremente inspirado no livro homônimo de Martha Medeiros. A direção é de Ernesto Piccolo. A peça, que estreou em 2010, tinha Giuseppe Oristanio no elenco, agora volta com o ator Oscar Magrini no papel do marido da protagonista.

‘Doidas e Santas’ é um projeto idealizado por Cissa Guimarães e sua primeira produção em mais de 30 anos de carreira no teatro. Para o projeto convidou Maria Siman, da premiada Primeira Página Produções para uma parceria. A atriz sempre desejou levar à cena um trabalho que expressasse as inquietações da mulher moderna com relação à vida contemporânea, que exige conjugar marido, filhos, realização profissional e ainda beleza e bom humor. Cissa encontrou nos textos de Martha Medeiros a motivação para tocar seu projeto e, depois de conversar com a escritora, convidou o amigo de mais de 30 anos Ernesto Piccolo para dirigi-la. Piccolo é diretor de ‘Divã’, sucesso teatral de Lilia Cabral também adaptado de obra homônima de Martha Medeiros; e ainda da bem-sucedida ‘A História de Nós 2’.

O livro de Martha Medeiros é uma coletânea de crônicas independentes que forneceram a matéria-prima para Regiana Antonini construir a trama bem-humorada desta mulher moderna que identificamos a todo momento e em qualquer parte. Regiana acrescentou ainda à dramaturgia algumas histórias divertidas que ela mesma viveu, e que, por afinidade, poderiam muito bem ser encontradas no livro de Martha.

No palco, acompanhamos a trajetória de Beatriz (Cissa Guimarães), uma psicanalista em crise no casamento. Seu marido (Oscar Magrini), é turrão e machista, e não tolera a ideia da separação. Fechando o elenco, temos “as mulheres da vida” de Beatriz: irmã, mãe e filha, personagens vividas pela atriz Josie Antello. O público vivencia alegrias, desilusões, neuroses da vida urbana, o prazer que se esconde no dia a dia, as relações amorosas e o poder transformador da coragem e do afeto.

O cenário é de Sérgio Marimba, a iluminação de Jorginho de Carvalho, a trilha sonora de Rodrigo Penna e os figurinos de Helena Araujo e Djalma Brilhante.

‘Doidas e Santas’ tem patrocínio de Bradesco Seguros e Ministério da Cultura. Os recursos foram captados através da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet.

 

SINOPSE
A psicanalista Beatriz (Cissa Guimarães) vive uma crise. Embora no auge da carreira profissional, a vida pessoal anda um caos. Sua mãe, a extravagante dona Elda (Josie Antello), voltou a morar com ela e vive às turras com sua filha adolescente (também Josie Antello). E o marido Orlando (Oscar Magrini), após vinte anos de casamento, está cada vez mais distante, mais surdo, mais mudo, mais morno, mais jogado no sofá. Um casamento acomodado e duas gerações em crise. Assim, não há “santa” que aguente, qualquer uma fica “doida”.

Durante uma visita da irmã caçula, a solteirona-não-tão-convicta-assim Berenice (ainda Josie Antello, numa impagável composição tríplice) tem uma conversa reveladora que faz com que Beatriz decida dar um basta. Separa-se de um inconformado Orlando e resolve abraçar os prazeres da vida e da juventude mais uma vez.

Sai para as noites, canta, dança, conhece um rapaz… Beatriz acha que preencheu o vazio, que botou a vida nos trilhos. Até que uma longa conversa com a mãe, sobre o passado e as esperanças para o futuro, faz reacender uma fagulha. Aponta a dorzinha da saudade. E a campainha toca…

SERVIÇO

Espetáculo: Doidas e Santas
Reestreia: 10/07/2015
Temporada de 10/07 a 26/07
De Sexta a Sábado às 21h, domingos às 19h30
Local: Centro Cultural João Nogueira (Imperator) – Rua Dias da Cruz, 170 – Méier – Tel.: 21 2596 1090.

Horário de funcionamento:
Ingressos: Sextas preço único R$40,00 (inteira) / R$20,00 (meia). Sábados e domingos R$40,00 balcão e R$50,00 plateia.
Duração: 95 minutos
Classificação etária: 12 anos
Lotação: 642 lugares

FICHA TÉCNICA
Da obra de Martha Medeiros / Texto: Regiana Antonini
Direção: Ernesto Piccolo
Elenco: Cissa Guimarães, Oscar Magrini e Josie Antello
Stand-in de Josie Antello: Tatá Lopes
Direção Musical: Rodrigo Penna/ Cenário: Sérgio Marimba/ Iluminação: Jorginho de Carvalho/ Figurino: Helena Araujo e Djalma Brilhante/ Design Gráfico: Thomaz Velho
Produtor executivo: Fernando Cunha / Gerente de Projeto: Gabriela Mendonça / Direção de Produção: Paula Salles
Coordenação de produção: Maria Siman
Idealização do Projeto: Cissa Guimarães
Realização: Primeira Página Produções Culturais e BG Produções Artísticas

DEIXE UM COMENTÁRIO