Documentário Olympic Pride – American Prejudice faz pré-estreia no Rio

Arquivo Olimpíada Berlim 1936 (Foto: site http://www.1936olympicsmovie.com/)

Tocante. Tal palavra certamente resume a impressão da maioria dos presentes ao definir a primeira exibição no Brasil do documentário Olympic Pride – American Prejudice ontem (28), na Cinemateca do Museu de Artes Modernas do Rio de Janeiro.

nome
Capa do Documentário (Foto: site http://www.1936olympicsmovie.com/)

A obra, que tem a direção de Deborah Riley Draper (Versailles ’73: American Runway Revolution), aborda e discute a participação de 18 atletas afro-americanos nas Olimpíadas de Berlim em 1936, durante o auge do governo nazista de Adolph Hitler. Além de relatar como foi a experiência em terras germânicas, o filme também mostra a delicada relação de preconceito e racismo existente dentro da própria delegação americana.

A exibição foi fechada para convidados, e contou com uma mesa redonda, ao final do documentário. A discussão, moderada por Flávia Oliveira, jornalista da GloboNews, teve a participação da diretora Deborah Draper, Blair Underwood, narrador do filme e produtor executivo, além de Carlos Alberto Medeiros, intelectual e militante do movimento negro e Robson Caetano, medalhista olímpico pelo Brasil.

Os participantes debateram sobre a importância da participação dos 18 atletas em um momento tão desafiador e de tensão política, para uma futura conquista de direitos civis em terras americanas. Falaram sobre direitos, representatividade, lutas e sobre o desenvolvimento do longa.

E, há 37 dias das Olimpíadas do Rio, a primeira em solo brasileiro, foi inevitável não falar também sobre os nossos Jogos e fazer comparações com a nossa atual situação como sediadores. Robson Caetano, que já participou de quatro Olimpíadas e ganhou duas medalhas, contou um pouco de sua história e de suas batalhas para ter reconhecimento dentro do esporte, e resumiu a falta de representatividade dentro do time olímpico brasileiro “Nós não conhecemos nossos ídolos, nossos ícones”, disse.

DEIXE UM COMENTÁRIO